SHARE

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee lamenta profundamente a morte do jornalista Paulo Henrique Amorim, aos 77 anos, por um infarto fulminante na madrugada desta quarta-feira (10).

Com uma longa trajetória no jornalismo, tendo estreado no jornal A Noite, em 1961, Amorim foi uma das principais vozes dissonantes na grande mídia brasileira, sendo um militante aguerrido em defesa da democratização da comunicação e do direito à informação. Justamente por causa de sua luta, foi, recentemente, uma das vítimas da censura e da perseguição do atual governo e dos canais midiáticos que o sustentam, tendo sido afastado da TV Record, onde trabalhava desde 2003, em razão de seu posicionamento político, manifestado, sobretudo, em seu blog Conversa Afiada.

A Contee, que integra a coordenação executiva do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), expressa seu pesar e sua solidariedade aos amigos e familiares de Paulo Henrique Amorim, reiterando também que sua batalha contra a censura e por uma comunicação democrática continuará viva.

Brasília, 10 de julho de 2019.
Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here