Cetebista propõe plataforma sindical unitária dos trabalhadores da AL

87
0
SHARE

A integração latino-americana sob a ótica sindical e dos trabalhadores foi o tema da mesa de debates que ocorreu na manhã da última sexta-feira (23) no seminário promovido pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados (CNTU), na sede do Sindicato dos Engenheiros, na capital paulista.

As discussões foram conduzidas pelo diretor de Relações Internacionais da CTB, Divanilton Pereira, junto ao dirigente da Frente Nacional dos Trabalhadores (FNT) da Nicarágua, Fredy Franco, que informaram como o movimento sindical se insere diante do contexto vivido nos países da América Latina e Caribe.

Divanilton destacou que “estamos sob os efeitos de uma das mais graves crises capitalistas, prolongada e sob os efeitos incertos” sentidos pela classe trabalhadora, principalmente na Europa que, disse, tem o maior rebaixamento de direitos trabalhistas e sociais de sua história.

Neste sentido o cetebista reforçou a necessidade da integração regional como alternativa para combater as políticas neoliberais e citou iniciativas como o Brics, Unasul, Mercosul, Alba, Celac e Esna como ferramentas para fortalecer a classe trabalhadora e lutar contra o imperialismo.

O nicaraguense também fez questão de destacar o fato de a 2º Cúpula da Celac ter ocorrido em Cuba, em janeiro de 2014. “Há pouco tempo era impensável a reunião de 33 países sem a presença dos Estados Unidos e do Canadá”, sublinhou.

Fredy fez questão de recordar que neste ano, em que o sindicato dos Engenheiros comemora seu 80º aniversário, também são lembradas no país centro-americano as oito décadas da morte do líder revolucionário Augusto Calderón Sandino que lutou contra a ocupação e intervenção norte-americana que imperava na Nicarágua na década de 1920 e foi assassinado por mercenários.

Por sua vez, o cetebista afirmou que a integração latino-americana deve ser encarada como uma causa estratégica. “O sindicalismo classista deve impulsionar ainda mais seu protagonismo e fomentar ações na região para buscar construir uma plataforma sindical unitária para difundir sua pauta e valores”, opinou.

Da CTB

RESPONDER PARA:

POR FAVOR ENTRE COM SEU COMENTÁRIO!
POR FAVOR ENTRE COM SEU NOME