Contee debate, no Barão, militarização e retrocessos na Educação

O coordenador-geral da Contee, Gilson Reis, participa na próxima terça-feira, 19h, de debate no Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, na sede da entidade, em São Paulo. A atividade contará também com a presença de Marianna Dias (presidenta da União Nacional dos Estudantes – UNE), Daniel Cara (coordenador-geral da Campanha pelo Direito à Educação) e Gilmar Ferreira Soares (dirigente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE).

“Os primeiros 100 dias de governo Bolsonaro foram catastróficos para o setor da educação. A pasta vive estado de caos, com troca de ministros que competem em termos de ideias absurdas e intolerantes. Para piorar, governos estaduais estão respondendo à falta de investimento, ao déficit de professores e às obras inacabadas nas escolas com uma solução que vem sendo muito criticada pela sociedade civil organizada, por juristas, sindicatos e parlamentares: a militarização”, afirma Altamiro Borges, presidente do Barão.

Em Goiás, já são mais de 45 escolas nas quais os alunos estudam sob vigilância de militares, em um processo que vem de alguns anos para cá. O Distrito Federal também aderiu à militarização: mais de 7 mil alunos começaram o ano letivo de 2019 sob disciplina militar: além de usar farda e cantar o hino nacional diariamente, há diversas regras, como a proibição de meninos usarem cabelo comprido ou brinco, ou a exigência de que as meninas prendam os cabelos em coque. Isso tudo sem contar projetos como o Escola Sem Partido e a decisão do Ministério da Educação (MEC), anunciada dia 15, de colocar um delegado da Polícia Federal como responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).
“Não há dúvida que o cenário sinaliza graves retrocessos na Educação e, para entender melhor o tema resolvemos promover este debate”, diz Miro.

Inscrições e transmissão ao vivo

A atividade é uma oportunidade para fomentar o debate nas mídias alternativas, nos blogs e nas redes sociais. A entrada é livre, mas as vagas são limitadas. Para participar, basta garantir a sua vaga preenchendo o formulário de inscrições aqui: https://doity.com.br/debate-educacao.

Para quem não puder comparecer, haverá transmissão ao vivo, na página do Barão no Facebook.

Da redação 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9  +  1  =  

Botão Voltar ao topo