Contee na rede: CTB destaca pronunciamento do coordenador-geral da Confederação contra a reforma da Previdência

401
0
SHARE

O Portal CBTB deu destaque ontem (22) à fala do coordenador-geral da Contee, Gilson Reis, na última terça-feira (21), contra a reforma da Previdência. O diretor da Confederação representou a central sindical, substituindo seu presidente, Adílson Araújo, na audiência pública que debateu a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287. Confira:

“Não aceitaremos que acabem com o maior programa de distribuição de renda do país”

Em audiência pública realizada, nesta terça-feira (21), na Comissão Especial da Câmara dos Deputados, que discute a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, que pode acabar com a Previdência Social, o dirigente da CTB e presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (Contee), Gilson Reis, reafirmou a luta do movimento sindical contra a proposta e alertou sobre os perigos que, se aprovada, ela pode causar ao conjunto da classe trabalhadora. “Não aceitaremos que acabem com o maior programa de distribuição e interiorização da renda no país”, avisou.

Contra desmonte da Previdência, centrais ocupam Congresso e fazem pressão para barrar PEC 287

“Como se espera, em 10 sessões, debater uma proposta que pode por fim em nossa Previdência? Um rito que deixa claro o desprezo ao diálogo com o amplo conjunto de setores que compõe nossa sociedade”, externou Reis, ao criticar o curto prazo do plano de trabalho definido pela Comissão. Ele acrescentou que “a sociedade está atenta ao debate, melhor, a ausência de debate que o governo lidera no que se refere a PEC 287. A unidade das entidades em torno dessa matéria é concreta. São muitos os materiais produzidos para alertar sobre a ameaça de desmonte da Previdência Social”.

Reformar para excluir

Presente na audiência, o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) apresentou amplo estudo elaborado em parceria com a  Associação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip) e a Plataforma Política Social. O trabalho foi coordenado pelo professor do Instituto de Economia da Unicamp, Eduardo Fagnani, e desconstrói, ponto a ponto, todos os argumentos da gestão Temer em defesa da PEC 287.

A proposta do documento é apresentar uma denúncia bem fundamentada do quanto a reforma pretendida pelo governo Temer é capaz de destruir a frágil rede de proteção social que o país consolidou a partir da Constituição de 1988. O texto destrincha o caráter excludente da Reforma da Previdência, rebate as premissas lançadas pelo governo para justificá-las e propõe alternativas para o equilíbrio financeiro do setor.

Do Portal CTB

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here