Contee participa de encontro latino-americano sobre políticas públicas em educação para os povos indígenas, promovido pela CNTE

A coordenadora da Secretaria de Políticas Internacionais da Contee, Maria Clotilde Lemos Petta, participou hoje (11) da V Reunião Regional “Educação Pública e Povos Indígenas”, realizada em São Paulo pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) juntamente com a Internacional da Educação para a América Latina (Ieal). A reunião, que vai até a próxima sexta-feira (13), acontece após dois dias de trabalho do Encontro Nacional de Educadores(as) Indígenas, em que foram definidas as estratégias para  a criação do coletivo de educadores indígenas da CNTE que, entre outras bandeiras, defenderá a valorização da educação indígena dentro do sistema nacional de educação.

 

 

As reuniões anteriores aconteceram na Guatemala, Bolívia, Peru e, no ano passado, em Manaus/AM e reuniram lideranças sindicais e professores indígenas latino-americanos com o objetivo de fortalecer a capacidade sindical na elaboração de políticas de defesa da educação pública para os povos indígenas.

Historicamente, a IEAL, sempre tem promovido a educação multicultural com resgate das línguas originárias numa perspectiva de pedagogia intercultural. Para essa reunião, traz temas e estudos que analisam a situação da educação para as populações que deram origem à América Latina, documentando e fornecendo subsídio às organizações sindicais filiadas que se aprofundarão nessa temática.

A reunião em São Paulo conta com a participação do presidente da CNTE, Roberto Franklin de Leão e dos diretores: Fátima Silva, Marta Vanelli, Claudir Mata e Lirani Maria Franco. Também estão representadas 12 entidades filiadas à CNTE. Além do Brasil como país anfitrião, estão presentes: Noruega, Peru, Bolívia, Paraguai, Guatemala, Argentina, México e Costa Rica.

 

PROGRAMAÇÃO

 

Quarta-feira 11 de março de 2015:

09:00                Abertura dos trabalhos.

10:00                Apresentação dos/das participantes e metodología da atividade

11:00                Balanço e Experiência das Políticas Educativas para os Povos Indígenas

Dr. Juan Arancibia

12:00                Debate

14:00                Situação das populações originárias no Brasil e na experiência acadêmica das

Universidades

Profa. Beleni Salete Grando da Universidade Federal do Mato Grosso

16:00                Situação e desafios educacionais das populações originárias na Guatemala

Dr. Oscar Hugo López da Universidade San Carlos da Guatemala.  

 

Quinta-feira 12 de março de 2015:

09:00                Experiência do Ministério da Educação boliviano relativo à política educativa

multicultural bilíngue e desafios atuais da educação nas populações originárias

da Bolívia.

Dr. Walter Gutiérrez

11:00                Situação e desafios da educação nas populações originárias na Guatemala

Dr. Luis Enrique López Hurtado. GIZ Guatemala, cooperação alemã.

14:00                Experiência do Ministério da Educação brasileiro na aplicação de políticas

públicas para as populações indígenas.

Dra. Rita Gomes do Nascimento, MEC

16:00                Situação da Educação na população Sami da Noruega.

UEN/Noruega

 

Sexta-feira 13 de março de 2015:

09:00                Experiência do trabalho da CTEUB/Bolívia e do SNTE/México com as

populações originárias

10:00                Sugestões para elaboração de planos de ação a serem implementados pelas

organizações sindicais da educação, para a promoção de políticas públicas

para as populações originárias.

11:00                Conclusões

12:00                Encerramento 

Com informações de Jordana Mercado – CNTE

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7  +  1  =  

Botão Voltar ao topo