Moção de repúdio ao assassinato de camponeses no Pará

114
0
COMPARTILHE
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino – Contee expressa sua indignação com o assassinato de dez trabalhadores rurais no município de Pau d´Arco, interior do Pará. O crime, bárbaro, ganha gravidade ainda maior por ter sido cometido por policiais, que têm por obrigação garantir a segurança pública. Segundo a Pastoral da Terra, esse crime se assemelha ao massacre de Carajás ocorrido há 20 anos, com a impossibilidade de defesa e a crueldade, porque os assassinatos foram precedidos de bárbara tortura.

Os confrontos no campo são permanentes no Brasil e têm se intensificado nos últimos anos. Há três anos, o Brasil é onde mais morrem lideranças ambientais e do campo. No ano passado, o país bateu o recorde com 1.295 conflitos por terra.

Os criminosos devem ser punidos com rigor. A questão agrária é um problema social, e não um caso de polícia.
Brasília, 26 de maio de 2017,
Direção Executiva da Contee.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here