Nenhum direito a menos! Diretas já! Fora Temer!

222
0
COMPARTILHE
Crédito: Paulo Jesus/ Mídia Ninja

As revelações às quais o povo brasileiro assistiu ou sobre as quais leu nestes 17 e 18 de maio de 2017 são estarrecedoras, mas também a mais contundente prova daquilo que a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee vem denunciando ao longo do último ano, desde a ilegítima destituição da presidenta Dilma Rousseff da Presidência da República: a de que o Brasil sofreu um golpe e de que o “presidente” Michel Temer não passa de um usurpador que, apoiado por interesses escusos do grande capital e do que há de mais nefasto na política brasileira, tomou de assalto o poder para promover o desmanche do Estado Democrático de Direito e do Estado de bem-estar social no país.

A gravação noticiada na última quarta-feira e tornada pública na noite desta quinta coloca na lama um governo já sujo por sua própria ilegitimidade e pelos ataques criminosos que promove contra os direitos trabalhistas, previdenciários e o conjunto de direitos sociais assegurados na Constituição Federal. Direitos que incluem a saúde, a educação, a segurança pública e a assistência social, áreas que, entre tantas medidas desastrosas e paralisação de programas em andamento, ainda foram roubadas pelo congelamento, em 20 anos, dos investimentos.

A Contee, entidade que representa, nacionalmente, cerca de 1 milhão de professores e técnicos administrativos do ensino privado, sustentou, desde o início dessa administração golpista, que Temer e seus aliados não tinham qualquer governabilidade, uma vez que chegaram ao Planalto e à Esplanada dos Ministérios por meio do achaque, do conchavo, da conspiração e da corrupção. No entanto, a gravação que os brasileiros e brasileiras puderam ouvir nesta quinta-feira, esta que é a comprovação do envolvimento direto de Temer na orquestração do golpe, inviabiliza sequer um único dia a mais de sua permanência no poder.

Exigimos a revogação das medidas nocivas tomadas pelo governo Temer, a suspensão da tramitação das reformas trabalhista e previdenciária, a restauração da ordem democrática rompida no ano passado e a convocação de eleições diretas e imediatas para a Presidência da República.

Nenhum direito a menos! Diretas já! Fora Temer!

Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here