A Justiça é cega, mas nem tanto, meus caros!

1080
0
COMPARTILHE

Por José Nivaldo Mota*

Existe alguma ilusão com o Judiciário brasileiro nas circunstâncias atuais ou em qualquer época? Creio que não, a bem da verdade a justiça serve para salvaguardar os interesses das elites dominantes!

Quando um ministro do STF libera o Aécio Neves para voltar a exercer o mandato de senador, quando a comprovação de atos ilícitos praticados por ele já se tornou frequente, o que dizer mais?

Está mais que comprovado, não entende ou não percebe quem não quer, que o impeachment da Dilma Rousseff foi o maior esquema engendrado na política brasileira.

Os fatos de sexta-feira (30) comprovam isso, a justiça não é tão cega assim, ela percebe quem são os atores no imenso tabuleiro de xadrez. Mandar soltar o ex-deputado Rocha Loures, que correu com uma mala com sua mesada semanal de 500 mil reais, foi um acinte ao povo brasileiro, vergonha sem tamanho de um Judiciário acovardado e partícipe do golpe!

Ricaços embolsam R$ 430,8 bi em juros da dívida pública em 12 meses. O país está no rumo, sem governo, com uma agenda neoliberal ultrarradical para beneficiar os grandes empresários. Essa agenda foi concebida na gênese do golpe que seria dado em 2016. Temer, com sua popularidade caindo a níveis tão baixos, não está nem aí, tem que pagar ao consórcio golpista; o povo desgraçadamente será o grande punido!

O que dissemina nas redes sociais, na grande guerra travada pelo Brasil oficial, é que a desmoralização da Lava a Jato é obra do PT e de seus aliados comunistas, parece ser surreal isso? Mas, de fato, é surreal, quem quer acabar com a Lava a Jato é justamente quem deu o golpe, a quadrilha que assaltou o poder neste país tem muito mais conta a acertar com o juiz de Primeira Instância de Curitiba.

De certo a Lava a Jata já perdeu o sentido, porque ela só viu um lado, foi tucano o tempo todo, os fatos recentes não nos deixam outra explicação para que esta operação seja chamada hoje de “Farsa a Jato”. Três anos de investigação e até agora não conseguiu provar nada contra Lula ou Dilma, que foi apeada do cargo por bandidos disfarçados de deputados e senadores!

É isso, é dose sermos hoje governados por uma corja de malfeitores, vendidos na política ao capital parasitário, serão eles que vão definir os nossos destinos, destinos de nossos filhos! Devemos agregar neste momento, quanto maiores forem os rompimentos na base deste governo impostor e golpista melhor para os movimentos sociais e sindicais. Precisamos ter a capacidade de ampliar o nosso lado, onde se decidem as coisas da política!

Sem dúvida que as ruas serão sempre um bom termômetro para as mudanças, mas não devemos esquecer que as votações decisivas na luta de classes em nosso país passam ainda em um ambiente hostil à nossa causa, mas é possível vencer se não cairmos no sectarismo doentio!

*José Nivaldo Mota é vice-presidente do Sinpro-AL e membro da Diretoria Plena da Contee

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here