Sinpaaet questiona “parceria” da Unisul através de 10 outdoors

79
1
COMPARTILHE

O Sindicato dos Professores e Auxiliares de Administração Escolar de Tubarão – Sinpaaet, entidade que representa os(as) trabalhadores(as) da Unisul, fez propaganda utilizando outdoors, com o objetivo de chamar a atenção da população para a “parceria” que a Unisul está discutindo com grande grupo educacional.

Desde 2016, o Brasil vive em crise, crise política, financeira, institucionalizada por um Governo neoliberal que vem desmontando sistematicamente os direitos trabalhistas, a soberania nacional e o combate à desigualdade implementado anteriormente. E a sociedade brasileira juntamente vive uma crise ideológica e às voltas com a polarização política.

A solução apontada por todos é sempre a EDUCAÇÃO. Porém, na contrapartida do discurso, encontra-se quase nenhuma boa ação no setor, ou melhor, temos nos deparado sistematicamente com o uso da educação para obtenção do lucro, livrando o poder público daquilo que ele aponta como solução.

A venda de instituições de ensino, a educação sendo considerada mercadoria, atende uma característica forte do capitalismo: o lucro. Grandes organizações privadas de capital aberto têm “aproveitado” a pauta neoliberal e adquirido muitas instituições de ensino superior no Brasil, que fazem e tratam a educação como privilégio e não um direito de todos(as).

Em Santa Catarina está travada uma luta de trabalhadores e trabalhadoras da Unisul com a iminente “parceria” com um desses grupos.

A Unisul é uma universidade comunitária com 50 anos de atividades, instalada na cidade de Tubarão. Graduou muitos(as) profissionais na cidade e na região, inclusive muitos desses trabalham hoje na Universidade; conquistou nota 5 do MEC; presta serviços sociais nas áreas da saúde e serviço social a toda comunidade; possui projetos de pesquisa e extensão com nota máxima na Capes; move a economia da cidade e da região.

Apesar da força e credibilidade da Universidade, ela vive às voltas com crises financeiras sistemáticas, que trespassa gestões, e a solução apontada pela atual administração da Universidade é de “parceria” com grandes grupos privados de educação.

“É necessário que o assunto seja tratado com muita clareza e abertura. Se trata de uma entidade comunitária, é nosso direito debatermos alternativas. Parceria é a única possibilidade para resolver a crise?”, questiona a presidente do Sinpaaet, Gisele Vargas. “Quem trabalha na Unisul merece saber se seu emprego será mantido. Quem utiliza os serviços de saúde merece saber se seu tratamento terá continuidade. Quem tem seu comércio às voltas da Unisul merece saber se terá clientes, e quem estuda na Unisul merece saber se terá a mesma qualidade nota 5 no decorrer do seu curso”, finaliza a presidente.

O Sindicato está organizando um ato para o dia 06 de junho, a partir das 16h30, em frente ao shopping da Unisul, a favor da UNISUL COMUNITÁRIA, da NOSSA UNISUL.

Todo(a) cidadão(a) interessado(a) pode participar do ato.


Do Sinpaaet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here