SHARE
Foto: Carlos Pompe

Foi consenso na reunião de entidades sindicais e parlamentares nesta terça-feira, 9, no gabinete da Liderança da Minoria na Câmara de Deputados: garantir uma grande presença feminina no Auditório Nereu Ramos, da Câmara, às 9 horas de quinta-feira, 11, para o ato “Mulheres unidas em defesa da aposentadoria”. Estiveram presentes 26 representantes de sindicatos, confederações e centrais, dos quais 20 eram mulheres, inclusive a coordenadora da Secretaria de Relações de Trabalho da Contee, Nara Teixeira de Souza.

A reunião foi aberta pela deputada Lídice da Mata (PSB-BA), vice-líder da Minoria, que informou que foram organizadas caravanas de catadoras, trabalhadoras rurais, professoras e estudantes e o evento será transmitido pela TV e pelo portal da Câmara. Nara informou as atividades desenvolvidas pela Contee e informou que várias diretoras e também professoras mobilizadas pelo Sindicato dos Professores em Estabelecimento Particulares de Ensino do Distrito Federal (Sinproep), entidade filiada, vão participar.

Foto: Carlos Pompe

Jandira Feghali, líder da Minoria (PCdoB-RJ), afirmou ser importante “visitar os escritórios dos deputados federais nos estados e realizar manifestações nos aeroportos, pois isso tem se mostrado uma forma eficaz de pressão. É bom também realizar visitas aos prefeitos, mostrando-lhes como a reforma da Previdência diminuirá a circulação de dinheiro nos municípios e realizar audiências públicas nos estados. O Governo Bolsonaro está em queda nas pesquisas de opinião e a reforma é um dos motivos para isso”. O deputado Rui Falcão (PT-SP) informou que conseguiu criar, na Casa, uma subcomissão para discutir a política do salário mínimo (Bolsonaro pretende acabar com os reajustes superiores à inflação) e pediu o apoio do movimento sindical nos trabalhos.

Os sindicalistas demonstraram confiança na possibilidade de derrota da reforma e que uma das abordagens aos trabalhadores mais eficaz é a calculadora de aposentadoria do Dieese, disponível no portal da Contee. Falaram da necessidade de aumentar a pressão sobre os membros da Comissão de Constituição e Justiça e da bancada feminina – inclusive para participar do ato do dia 11.

Além da Contee, participaram da reunião a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), Nova Central, Intersindical, Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Federação de Sindicatos dos Trabalhadores em Universidades Brasileiras (Fasubra), Sindicato dos Professores no Distrito Federal (Sinpro-DF), Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN), Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais do Trabalho (SINAIT) e Via Campesina.

Carlos Pompe

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here