Espetáculo sobre Malala e direito à educação abre programação teatral online e gratuita em setembro

O espetáculo para a infância “A sua voz: uma peça sobre Malala” abre, na segunda-feira, feriado de 7 de setembro, a programação do projeto Porto Cênico: Outras Mulheres, que ocorre neste mês, com apresentações inéditas, gratuitas e on-line. A peça, que aborda a questão do direito à educação e é inspirada na vida da ativista paquistanesa Malala Yousafzai, será transmitida em duas sessões, às 11h e às 17h, pelo canal de YouTube do grupo teatral Porto Cênico.

Conduzido pela atriz Raquel Stüpp e dirigido por Maria Amélia Gimmler, o espetáculo “A sua voz: uma peça sobre Malala” foi adaptado para o meio digital durante a pandemia. O formato escolhido para a câmera foi o de “live”, o qual garante a interação das crianças e mantém a característica da montagem teatral original. Por isso, essa apresentação on-line não é o espetáculo filmado, mas sim um novo formato da obra, em uma versão audiovisual que passou por adaptação de atuação, direção e dramaturgia.

Para a transmissão on-line, embora a atriz utilize uma parte do cenário e adereços do espetáculo original, a contação da história acontece de forma mais intimista. A peça trata sobre a questão do direito à educação para todos e se interessa por dar voz às nossas crianças. Após a apresentação, o público poderá interagir com a atriz através de um bate-papo online.

Reprodução

O projeto cultural Porto Cênico: Outras Mulheres tem patrocínio da Lei de Incentivo à Cultura de Itajaí, por meio da APM Terminals. “O projeto reúne mulheres que edificam o teatro catarinense para marcar a presença feminina da produção teatral, numa programação que alberga espetáculo para infância, espetáculo inédito para adultos e rodas de conversa. E o grande desafio foi criar tudo isso em isolamento social e traduzir todo o projeto para o ambiente on-line”, conta a diretora do grupo teatral Porto Cênico e integrante da direção do Sinpro Itajaí e Região, Valéria de Oliveira.

A peça e o projeto estão sendo divulgados pelo Sinpro Itajaí e pela Contee porque, neste momento difícil de crise sanitária, econômica, política e social, a arte ainda tem forças para se reinventar, ultrapassar fronteiras e levar sensibilidade e reflexão para todas as partes e todos os públicos. “Através da arte viva que o teatro traz, esse projeto se alinha com um momento em que a gente está precisando tanto de afetos, tanto de interação, tanto de uma boa discussão que, inclusive, nos alivie a alma”, destaca a presidenta do sindicato e coordenadora da Secretaria de Assuntos Educacionais da Contee, Adércia Bezerra Hostin dos Santos. “Porque o teatro é isso. Faz com que a gente flua naquele momento para dentro do espetáculo e que, ao mesmo tempo, se conscientize da importância dos debates que são sempre tão atuais”.

Reprodução

Por Táscia Souza, com informações do grupo teatral Porto Cênico e do Sinpro Itajaí e Região

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo