Feteerj: Continua a luta pela renovação da CCT

Nova reunião após o dia 30/06

A Comissão Paritária que reúne a Feteerj, representando os Sindicatos de Professores (Sinpro), e o Sinepe-RJ, instituição que representa os donos de estabelecimentos de ensino, se reuniram na quinta-feira (23) para discutir a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho 2022 da educação básica, em todo o estado do Rio de Janeiro.

Na reunião do dia 23 (a terceira desde o início da negociação), tendo em vista a negativa da Feteerj de aceitar a proposta de 6% de recomposição salarial feita pelo patronato na reunião anterior (realizada dia 2/05), O Sinepe-RJ apresentou nova proposta: 4% em maio (data base da categoria), mais 4% em outubro.

Os diretores da Feteerj consideraram a proposta insuficiente e até mesmo um recuo em relação à proposta feita na reunião anterior. Lembrando, também, que as perdas salariais da categoria em um ano ultrapassam 12%.

Diante do impasse, a Federação propôs manter os 6% anteriormente propostos pelo SINEPE-RJ, aplicados no salário de maio; e a diferença seria incorporada até o próximo dissídio, mesmo que em forma de abono.

O Sinepe-RJ comunicou que irá avaliar nossa contraproposta. Uma nova reunião da paritária ocorrerá após o dia 30/06.

A recuperação integral das perdas salariais é fundamental para a manutenção da qualidade de ensino oferecido aos alunos. Por isso mesmo, nossa campanha salarial tem o mote: “Mais trabalho com menos salário? Assim não dá” (foto).

Além da recomposição das perdas salariais, a Feteerj reivindica: uma CCT unificada para todos os Sinpros; manutenção das cláusulas sociais; homologação nos sindicatos; pagamento da “Hora Tecnológica”; e o respeito à Saúde da professora e professor.

Da Feteerj

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  27  =  31

Botão Voltar ao topo