Lula mantém a liderança com 44% e Bolsonaro soma 32%, diz Genial/Quaest

Demais candidatos e pré-candidatos que pontuaram somaram 10%. Ex-governador Ciro Gomes (PDT) tem 5%, seguido pela senadora Simone Tebet (MDB) e pelo deputado André Janones (Avante), ambos com 2%

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue na liderança da corrida ao Palácio do Planalto.

A vantagem numérica sobre Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, diminuiu de 14 para 12 pontos percentuais, mas ainda é muito larga, mostrou a pesquisa Genial/Quaest.

Esta variação entre dois candidatos, que efetivamente disputam o pleito de outubro, tem se dado dentro da margem de erro da sondagem.

Lula aparece com 44% das intenções de voto, 1 ponto percentual a menos que no início de julho, enquanto Bolsonaro soma 32%, 1 ponto a mais do que no mês passado. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais.

A diferença de 12 pontos percentuais é a menor na série histórica iniciada em julho do ano passado.

DEMAIS CANDIDATOS

Os demais candidatos e pré-candidatos que pontuaram somaram 10%. O ex-governador Ciro Gomes (PDT) tem 5% (ante 6%), seguido pela senadora Simone Tebet (MDB) e pelo deputado André Janones (Avante), ambos com 2%, repetindo a taxa do levantamento anterior. Pablo Marçal (Pros), somou 1% (ante 2%).

Quando comparados com janeiro deste ano, os números da pesquisa mostram que Lula oscilou 1 ponto para baixo (tinha 45%), enquanto Bolsonaro subiu 9 pontos (tinha 23%).

Os demais nomes que pontuaram caíram 9 pontos (tinham 19%). Este dado, talvez, revele nesse momento migração de intenção de voto para os dois candidatos que estão na dianteira da corrida eleitoral.

SEGUNDO TURNO

No caso de segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o petista aparece com 51% das intenções de voto, contra 37% do presidente. O placar anterior estava em 53% a 34%.

De qualquer sorte, a vitória anunciada de Lula, num possível segundo turno, seria acachapante contra o atual chefe do Executivo.

RESPOSTA ESPONTÂNEA

Na resposta espontânea para o primeiro turno, quando o pesquisador não apresenta o nome dos candidatos ao entrevistado, Lula aparece com 33% contra 26% de Bolsonaro — o placar era de 31% a 24% no início de julho.

Os números das pesquisas, se na reta final do primeiro turno houver migração significativa para os candidatos que estão na dianteira da disputa, mostram que Lula pode sagrar-se vitorioso ainda no primeiro turno.

AVALIAÇÃO NEGATIVA DO GOVERNO

O levantamento também apontou que a avaliação negativa do governo Bolsonaro está em 43% (ante 47%), ao passo que o percentual dos que avaliam o governo de forma positiva oscilou para 27% (ante 26%) e aqueles que veem o governo como regular somam 27% (ante 25% na sondagem anterior).

Segundo o instituto Quaest, a avaliação negativa está no patamar mais baixo desde 2021.

Na pesquisa encomendada pela Genial Investimentos, o Quaest ouviu 2.000 pessoas de forma presencial entre os dias 28 e 31 de julho — o levantamento anterior foi feito entre 29 de junho e 2 de julho.

Hora do Povo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4  +  6  =  

Botão Voltar ao topo