Lula tem 41% e Bolsonaro 34%, aponta pesquisa BTG/FSB

Na simulação de segundo turno, Lula venceria Bolsonaro por 51% a 39%. Ciro também bateria Jair por 48% a 41%. A desaprovação ao atual chefe do Executivo continua alta

Nova rodada do Instituto FSB para presidente da República encomendada pelo banco BTG Pactual, divulgada na madrugada desta segunda-feira (8), aponta o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 41% das intenções de voto, seguido pelo atual chefe do Executivo e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), com 34%.

A diferença, de 7 pontos porcentuais, é a menor da série histórica de 8 levantamentos iniciada em março deste ano.

Em relação à pesquisa anterior, de 25 de julho, Lula recuou 3 pp, de 44% para 41%. Nas mesmas duas semanas, Bolsonaro subiu de 31% para 34%. A queda na diferença entre os dois ocorre antes mesmo do início do pagamento do novo Auxílio Brasil, de R$ 600, que começa a ser feito a partir desta quarta-feira (9), mas três semanas após a diminuição no preço dos combustíveis e à aprovação da PEC Emergencial ou PEC Eleitoreira.

BLOCO INTERMEDIÁRIO

Ciro Gomes teve 7%, 2 pp. a menos do que na pesquisa de final de julho e Simone Tebet (MDB) registrou 3%, 1 pp. a mais do que na mostra anterior. André Janones (Avante), que abdicou da candidatura para apoiar Lula, obteve 2%; José Maria Eymael (DC) e Pablo Marçal (Pros), 1%. Os demais não pontuaram. Brancos e nulos somaram 2% e indecisos 3%.

Marçal também, neste instante, não é candidato, já que o Pros decidiu apoiar Lula, no primeiro turno. Há disputa judicial pelo comando da legenda. O grupo que ora a dirige é pelo apoio ao ex-presidente.

SEGUNDO TURNO

Na simulação de segundo turno, Lula venceria Bolsonaro por 51% a 39%. Nessa simulação, Lula também caiu 3 pp e Bolsonaro cresceu 3 pp, em relação à pesquisa anterior.

Lula venceria Ciro por 47% a 32% e Simone por 50% a 29%. Ciro bateria Bolsonaro por 48% a 41% e o atual presidente venceria, numericamente, apenas Simone, por 44% a 40% em eventual segundo turno.

AVALIAÇÃO DO GOVERNO

Na pesquisa, o governo Bolsonaro foi considerado ruim ou péssimo por 44% dos entrevistados, ótimo ou bom por 33% e regular por 22%.

A forma de governar de Bolsonaro é desaprovada por 54% e aprovada por 40%. As taxas de desaprovação de governo e de Bolsonaro são as menores da série e as de aprovação do governo e do presidente da República são as melhores nos levantamentos BTG/FSB.

A pesquisa foi feita entre a última sexta-feira (5), e domingo (7), com 2 mil eleitores, num intervalo de confiança de 95%, margem de erro de 2 pp e está registrada no TSE sob o número BR-08028/2022.

Hora do Povo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  62  =  69

Botão Voltar ao topo