COMPARTILHE
Foto: TV Globo/Reprodução

A escola de samba Águia de Ouro desafiou o obscurantismo do Governo Bolsonaro e homenageou o Patrono da Educação Brasileira, Paulo Freire, no Carnaval de São Paulo. Com o o enredo “O Poder do Saber – Se Saber é Poder… Quem Sabe Faz a Hora, Não Espera Acontecer”, assinado pelo carnavalesco Sidnei França e composto por Marcelo Casa Nossa, Armênio Poesia, Darlan Alves, Fredy Vianna, Xandinho Nocera e Chanel, pela primeira vez venceu o Grupo Especial paulista.

A escola, de 44 anos, volta à avenida na próxima sexta-feira, 28, para o Desfile das Campeãs, junto com as outras quatro primeiras colocadas do Grupo Especial: Mancha Verde, Mocidade Alegre, Acadêmicos do Tatuapé e Dragões da Real.

O desfile da Águia mostrou o bom e o mau emprego do conhecimento humano e a esperança no futuro com o uso da ciência. Apresentou exemplos como a invenção da roda e o bombardeamento atômico de Hiroshima pelos Estados Unidos. Um dos cinco setores da escola celebrou a educação, com um carro em formato de escola citando a frase de Paulo Freire “Não se pode falar de educação sem amor”. No ano que vem será comemorado o centenário de nascimento do grande educador brasileiro. Freire e seu método de ensino têm sido vítima de ataques grosseiros do Governo Bolsonaro e seus apoiadores por sua defesa de uma pedagogia do oprimido.

Os outros setores da escola de samba abordaram a pré-história e os primeiros passos do conhecimento; a sabedoria intelectual, com o avanço da comunicação e da cura; os inventos tecnológicos e avanços científicos; e a esperança de um futuro em que a tecnologia, inclusive a dos robôs, sirvam à justiça social e à sustentabilidade. Dentre suas 26 alas, uma, chamada “Saber Respeitar a Diversidade”, tinha cadeirantes, e em outra, “Partilhar as Riquezas Monetárias”, havia fantasias adornadas com cifrões.

Veja o enredo:

Águia em suas asas vou voar
E no caminho da sabedoria
Páginas da história desvendar
Sou eu, no elo perdido um desbravador!
O tempo é o meu senhor
Na busca da evolução…
Criar e superar limites da imaginação
A mente “dominar”
Jamais deixar de acreditar!

Brincar de Deus… recriar a vida
Desafiar, surpreender
Na explosão a dor, uma lição ficou!
Sou aprendiz do criador

Em cada traço que rabisco no papel
Vou desenhando o meu destino
No horizonte vejo um novo alvorecer
Ao mestre meu respeito e carinho
É nova era, o futuro começou
É tempo de paz, resgatar o valor!
Águia… razão do meu viver
Berço que Deus abençoou
Nada se compara a esse amor!

Meu coração é comunidade
Faz o sonho acontecer
Pompeia guerreira chegou sua hora
É preciso saber viver!!!

Carlos Pompe

COMPARTILHE

RESPONDER PARA:

POR FAVOR ENTRE COM SEU COMENTÁRIO!
POR FAVOR ENTRE COM SEU NOME