Nota de pesar: Viva Edson Luís! Viva Marielle Franco!

811
0
SHARE

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee manifesta seu choque, tristeza e indignação diante do assassinato da vereadora Marielle Franco, do PSOL do Rio de Janeiro, na noite de ontem (14).

A execução de Marielle, mulher jovem, negra e defensora dos direitos humanos se deu precisamente no momento em que ela denunciava os abusos de autoridade e a violência contra moradores das favelas e bairros pobres da cidade, por parte de integrantes de um batalhão da Polícia Militar. Sua morte põe em xeque a política de intervenção federal na área de segurança do Rio de Janeiro.

Conforme o coordenador-geral da Contee, Gilson Reis, a morte de Marielle Franco reproduz, na mesma dimensão histórica, a morte de Edson Luís de Lima Souto, estudante secundarista brasileiro assassinado em março de 1968, há exatamente 50 anos, por policiais militares, durante um confronto no restaurante Calabouço, centro do Rio.

Expressando sua solidariedade à família e aos amigos de Marielle, bem como a toda a militância do PSOL, a Contee se une às vozes que exigem apuração rigorosa desse crime e reafirma sua luta no combate a violência e os abusos de poder, sobretudo contra os pobres.

“O golpe, o ódio, a intervenção militar, o aumento da pobreza, o fundamentalismo religioso, o fascismo etc. são marcas do mesmo processo”, declarou Gilson Reis. “Chegou a hora de reagir. Viva Edson Luís. Viva Marielle Franco.”

Brasília, 15 de março de 2018.

Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here