Presidente do Banco do Brasil ofende mulheres em redes sociais

11
0
SHARE

Em seu Facebook, Rubem Novaes publica piadas machistas e ridiculariza mulheres, insinuando que elas são burras ou feias e que deveriam ficar na cozinha. O executivo também ataca a esquerda e o meio ambiente

As publicações nas redes sociais do atual presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, deixaram perplexas as trabalhadoras da instituição e mulheres que lutam pela igualdade de direitos dentro e fora do local de trabalho.

Em suas publicações no Facebook entre 2011 e 2014, Rubem Novaes, além de criticar o PT e chamar de “ecochatas” as ONGs que defendem o meio ambiente, postou piadas machistas em que aparecem mulheres loiras supostamente ignorantes e fotos com insinuações de que as mulheres devem ficar na cozinha.

 

 

 

Em outras postagens, fez piadas extremamente grosseiras com a aparência de parte da equipe de mulheres do governo Dilma Rousseff e com a própria ex-presidenta da República.

Para a secretária da Mulher Trabalhadora da CUT, Juneia Batista, as publicações de Novaes não surpreendem, já que o governo de extrema direita de Jair Bolsonaro (PSL/RJ) se “vendeu” para ganhar as eleições exatamente com essa pauta.

“Não te estupro porque você é feia! Essa frase de Bolsonaro reflete exatamente as pessoas que estarão com ele ao longo desses próximos quatro anos. Toda a equipe tem que pensar de acordo com o chefe. A misoginia é um dos traços principais desse governo”, diz Juneia.

Para a dirigente, somente o combate a esse governo e a resistência nas ruas é que acabarão com essas distorções.

Esse desgoverno pode colocar um fim à história de conquistas das mulheres e da classe trabalhadora- Juneia Batista

Em reportagem publicada no site dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região, a dirigente da Contraf-CUT e funcionária do BB, Fernanda Lopes, diz que um presidente que não tem conhecimento sobre a cultura interna da entidade e que tem posicionamentos notadamente machistas não traz segurança para as mulheres que trabalham no banco.

“Como estas mulheres vão prosseguir na carreira? Que medidas para reduzir a desigualdade entre os gêneros serão tomadas pelo banco se o presidente não está preocupado com esta desigualdade, a ponto de fazer piada com ela, inclusive na vida pessoal?”, questiona a dirigente.

Ataques à esquerda e ao meio ambiente

Em abril de 2014, Novaes compartilhou o vídeo de uma entrevista com o escritor Olavo de Carvalho, guru intelectual de parte da direita brasileira e de Bolsonaro, intitulada “1964: 50 anos do contra-golpe”.

O presidente do BB também criticou a ex-presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, e o atual presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, além de compartilhar textos de terceiros defendendo o fim do voto obrigatório e questionando o aquecimento global.

 Após a repercussão negativa de seu comportamento nas redes sociais, Novaes apagou essas publicações de sua conta do Facebook.

Portal da CUT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here