Radicalismo político no Brasil está acima da média global, diz estudo

25
0
SHARE

Pesquisa do Instituto Ipsos mostra que 32% dos brasileiros acreditam não valer a pena conversar com pessoas com visões políticas diferentes

Uma pesquisa do Instituto Ipsos conduzida em 27 países indica que o nível de radicalismo político-partidário no Brasil supera a média internacional. Segundo o instituto, 32% dos brasileiros acreditam não valer a pena conversar com pessoas com visões políticas diferentes das suas. A média global é de 24%. Os dados foram divulgados pelo jornal O Estado de S.Paulo neste domingo 14.
Neste quesito, o Brasil fica atrás apenas de Índia (35%) e África do Sul (33%).

Para 31% dos brasileiros entrevistados, quem pensa politicamente diferente deles não está preocupado de verdade com futuro do país – a média global é 29%.

Os dados também mostram que 39% dos brasileiros acreditam que pessoas não vão mudar de opinião ainda que evidências contrárias sejam apresentadas. Neste contexto, para 40% dos brasileiros é mais confortável estar junto de pessoas com pensamentos similares.

Segundo o Instituto Ipsos, 34% dos entrevistados no Brasil concordam com a frase “quem tem visão política diferente de mim não liga para pessoas como eu”.

Ao todo foram realizadas 19,7 mil entrevistas em 27 países, com pessoas entre 16 e 64 anos.

Carta Capital

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here