JULHO ANO VI - #27
×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 822
Quinta, 26 Novembro 2015 18:09

Sinpaaet: O contato com os parlamentares e a cobrança por posturas em prol dos trabalhadores em educação

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

7 Curtas das filiadas Sinpaaet 1 Credito SinpaaetContatar nossos representantes políticos e cobrar de cada um deles posturas que contemplem os trabalhadores e trabalhadoras da área da educação é uma de nossas atividades mais rotineiras. Com frequência procuramos agentes políticos – principalmente os que mantêm um trabalho reconhecidamente voltado à área educacional – para conversar sobre questões pertinentes à nossa realidade.


Recentemente, o Sindicato dos Professores e Auxiliares de Administração Escolar de Tubarão (Sinpaaet) organizou uma reunião com o deputado federal Pedro Uczai para tratar do Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino Superior (Proies). Pelo programa, 90% dos débitos das universidades comunitárias serão revertidos em bolsas de estudos e 10% pagos em moeda corrente de forma parcelada.


Se por um lado o Proies reoxigena o financeiro das comunitárias catarinenses, por outro lado terá enorme impacto social. No estado, a expectativa é de um aporte de R$ 600 milhões em bolsas de estudos com percentuais de 100% – critérios do Programa Universidade para Todos (ProUni) – beneficiando mais de 200 mil estudantes universitários nos próximos dez anos.


Acreditamos que o Proies poderá resolver, temporariamente, a crise financeira das universidades comunitárias do Sistema Acafe (Associação Catarinense das Fundações Educacionais). Mas questionamos: e os graves problemas advindos com essa crise, tais como a precarização das condições de trabalho de professores e técnicos administrativos; um período longo sem aumento real de salário; a excessiva contratação de profissionais temporários; a terceirização? O Proies não resolverá.


Portanto, é preciso mais, a começar por uma gestão democrática dessas instituições de ensino. Nesse sentido, o Sinpaaet, juntamente com os demais sindicatos do estado, federação e Confederação, está se organizando para a propositura de emendas à lei que institui o Proies. Porque precisamos avançar muito mais.


Seminário

 

Também conversamos com a deputada estadual Luciana Carminatti, a quem pedimos o apoio para a realização de uma audiência pública na Assembleia Legislativa para debater a educação privada em Santa Catarina. Além disso, convidamos a deputada para fazer parte do Seminário de Políticas Públicas para Mulheres, que pretendemos realizar em nossa cidade-sede.

 

Do Sinpaaet

Lido 260 vezes