Sinpro Campinas e Região: Educação e Racismo são tema de roda de conversa promovida pelo Sinpro

O evento ocorrerá em plataformas digitais e faz um convite à troca de experiências inovadoras na educação

O Sindicato dos Professores de Campinas e Região (Sinpro Campinas) em parceria com a Associação dos Professores da PUCC (Apropucc) e no ensejo do mês da Consciência Negra, abre as portas na próxima sexta-feira, dia 26 de novembro, a partir das 18 horas, para o debate étnico-racial e para celebrar a luta e resistência do povo negro.

Em formato de roda de conversa, o debate sobre o tema ‘Educação e Racismo’ contará com a participação de educadoras, artistas e militantes do movimento negro e se debruçará sobre o papel da Educação na luta contra o racismo tão presente em todas as esferas da sociedade, inclusive nas escolas. O espaço também será de troca de experiências pedagógicas inovadoras envolvendo o tema.

Respeitando as regras de distanciamento social, o debate será realizado e transmitido pelas redes sociais do Sinpro Campinas e Região, Youtube e Facebook, e contará com a presença de personalidades da causa étnico-racial, como: Alessandra Ribeiro, historiadora e urbanista, Caue Nunes, antropólogo e cineasta, Mestre Márcio Simplício (Mestre Griô), fundador do grupo Crispim Menino Levado, Ekedje Edna de Oyá, comendadora e militante do movimento negro e Joice Honorato, beletrista, linguista e membra do coletivo cultural ‘Precisamos Respirar é do Grupo Teatral Carcaça’.

Na ocasião, os debatedores irão explanar, a partir de suas experiências, a educação na luta antirracista e também a importância do ambiente da comunidade com suas tradições e valores, para uma educação antirracista além da exibição de vídeos e documentários.

A mediação será feita por Alexsandro Sgobin e Maria Clotilde Lemos Petta, diretores do Sinpro Campinas.

CONHEÇA OS PARTICIPANTES:

Alessandra Ribeiro é historiadora e urbanista pela PUC Campinas tendo seus estudos voltados no desenvolvimento de políticas públicas para a salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial e para a Matriz Africana; territórios, memória e representação. Foi gestora cultural da Casa de Cultura Fazenda Roseira, Mestre da Comunidade Jongo Dito Ribeiro em Campinas, Mãe de Santo Umbandista, Coord. da Pós Graduação em Matriz Africana – Lato Sensu Facibra/Univida e consultora especializada em estudos sobre gestão cultural de espaços públicos compartilhados e implementação da educação étnico racial.

Caue Nunes é professor da PUC-Campinas, antropólogo e cineasta, dirigiu oito curtas-metragens que circularam festivais de cinema no Brasil e no exterior. Ganhou 11 prêmios durante a carreira, sendo 5 deles no Festival de Cinema de Paulínia. O último trabalho realizado foi o documentário “Na Trilha do Boi Falô”, lançado em 2019. Atualmente dirige um documentário sobre a Orquestra Sinfônica de Campinas.

Mestre Marcos Simplicio, conhecido como Mestre Griô, é fundador do grupo Crispim Menino Levado.

Edna Almeida Lourenço é Ekedje Edna De Oyá, professora, comendadora, militante do Movimento Negro e fundadora organizadora do prêmio Força da Raça (31 anos). É membra da direção do Instituto Cultural Babá Toloji e da organização da cerimônia da Lavagem da Escadaria da Catedral Metropolitana de Campinas, além de fundadora e organizadora da Festa de São Jorge de Campinas e do evento em homenagem à Iyá Ojubonã (Mãe Criadeira) e Ogan (17 anos). Junto com o Coletivo de Religiosos fundou a Associação dos Religiosos de Matriz Africana de Campinas e Região em 2007. Além de autora e escritora de artigos e livros, Edna foi assessora parlamentar e recebeu inúmeras homenagens, entre elas, o diploma de Mérito Zumbi dos Palmares da Câmara Municipal de Campinas (1998), o prêmio da secretaria estadual de Cultura (2004) e uma homenagem da Associação Espiritual de Umbanda Pai Tajubim (2007) entre outras.

Joice S. Honorato é beletrista e linguista pela Universidade de São Paulo (USP) e psicóloga na PUC Campinas. É membra do coletivo cultural ‘Precisamos Respirar’ e do grupo teatral ‘Carcaça’. Interessada pelas grandes áreas da psicanálise, cultura popular e literatura brasileira com recorte étnico-racial.

SERVIÇO

Mês da Consciência Negra: Roda de conversa sobre Educação e Racismo.
Data: 26 de novembro de 2021
Horário: Das 18 às 19h30
Local: Youtube e Facebook Sinpro Campinas

REALIZAÇÃO

Sindicato dos Professores de Campinas e Região
Associação dos Professores da PUCC (Apropucc)

Participe!!

Sinpro-Campinas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  42  =  44

Botão Voltar ao topo