Sinpro/Caxias: Entidades da educação denunciam perigo do retorno das aulas presenciais diante da gravidade da pandemia

Mais de 50 entidades da educação, entre elas a FeteeSul, federação que abrange o Sinpro/Caxias, em conjunto com parlamentares e organizações sociais, criaram o Comitê de Crise da Volta às Aulas RS e divulgaram nota pública afirmando perplexidade e indignação diante do novo decreto do governo do estado que altera o modelo de Distanciamento Controlado.

Para o coletivo, o decreto coloca todo o Estado do RS em artificial e ilegítima bandeira vermelha, manobra para burlar a decisão judicial que determinou a suspensão das aulas presenciais, durante a bandeira preta.

As entidades alertam que o retorno das aulas presenciais neste momento é um “verdadeiro atentado à vida de milhares de gaúchos!”.

“Cabe ressaltar que as entidades que esta subscrevem são favoráveis ao retorno das aulas presenciais desde que com total responsabilidade com o cenário do RS e dados científicos, somados à vacinação imediata dos profissionais da área da educação, melhorias na infraestrutura de escolas públicas e devida segurança sanitária”.

Leia a íntegra da nota.

Sinpro/Caxias destaca importância da vacinação e do cumprimento de protocolos

Diante do retorno das aulas presenciais, o Sinpro/Caxias destaca os esforços pela busca de vacinação dos professores e está alerta ao cumprimento dos protocolos para a segurança dos professores.

Do Sinpro/Caxias

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7  +    =  12

Botão Voltar ao topo