Sinpro-JF divulga repúdio à declaração de ministro que compara servidor a parasita

44
0
COMPARTILHE

Leia na íntegra a nota de repúdio do Sinpro-JF à declaração do ministro da Fazenda, Paulo Guedes:

“O Sinpro-JF, representante dos educadores que atuam nas redes municipal e particular de ensino de Juiz de Fora, expressa total repúdio à agressão verbal feita pelo ministro da Fazenda do Governo Bolsonaro, Paulo Guedes, contra os trabalhadores do serviço público.

O ministro comparou servidores a parasitas durante palestra sobre a reforma administrativa em São Paulo. Guedes ofendeu trabalhadores que atuam em áreas vitais para a população. Em sua fala, o ministro humilhou garis, agentes de saúde, enfermeiros, professores, motoristas, operários, entre outros profissionais que compõem a diversificada categoria dos servidores.

São profissionais que exercem sua atividade, na maioria das vezes, em péssimas condições de trabalho, mas com a responsabilidade de garantir bem estar à população.

Os serviços públicos são essenciais para que os mais pobres tenham seus direitos básicos respeitados.

O ministério de Guedes tem sido marcado pela retirada de direitos trabalhistas, previdenciários e sociais da população.

Representante de uma elite financeira com interesses privatistas, Guedes agora parece utilizar a conhecida estratégia de difamação dos profissionais com o objetivo de desmantelar os serviços públicos e aprovar sua reforma administrativa.

Os servidores públicos exigem respeito, ministro!

Juiz de Fora, 10 de fevereiro de 2020.”

Do Sinpro-JF

COMPARTILHE

RESPONDER PARA:

POR FAVOR ENTRE COM SEU COMENTÁRIO!
POR FAVOR ENTRE COM SEU NOME