Sinpro JF: Granbery descumpre acordo judicial e volta a atrasar salários

34
0
SHARE

Instituto Metodista ignora prazos para pagar 50% do 13º salário e 1/3 e férias dos professores

O Sindicato dos Professores de Juiz de Fora vem a público informar que os professores do Instituto Metodista Granbery não receberam o 13º salário (50%) e o adicional de férias no valor de 1/3 dos salários. O Sinpro-JF, representante legítimo destes profissionais, exige a imediata quitação dos valores e vai tomar as providências legais cabíveis.

O 13º foi objeto de acordo judicial entre a instituição de ensino e a entidade sindical em junho de 2019, quando o Sinpro ingressou com uma Ação Civil Pública em decorrência dos constantes atrasos de salário que, infelizmente, viraram prática de gestão da rede metodista nacionalmente.

Tal acordo estabelece que os valores referentes a 50% do 13 º salário deveriam ter sido pagos até o dia 20/12 (os outros 50% só seriam pagos em janeiro). Na hipótese de descumprimento do prazo, a pena é uma multa de R$1.000,00, a cada inadimplência, a ser revertida a cada professor prejudicado (limitada ao valor do salário). Já o 1/3 de férias deveria ser pago antes do início das férias coletivas dos professores. O departamento jurídico do Sinpro-JF tem notificado o judiciário do descumprimento do acordo.

Cabe, por fim, manifestar nosso completo repúdio a atual prática de gestão do Granbery, que usa os salários de seus profissionais como caixa da Instituição. O atual atraso atinge os professores durante seu período de férias. Em vez do merecido descanso, o que os trabalhadores recebem são preocupações e prejuízos. Chamamos os professores a ficarem atentos à possibilidade de nova mobilização em breve.

Do Sinpro-JF

RESPONDER PARA:

POR FAVOR ENTRE COM SEU COMENTÁRIO!
POR FAVOR ENTRE COM SEU NOME