Sinpro-JF: Nota de repúdio à reforma da Previdência

133
0
SHARE

É com total indignação que os trabalhadores brasileiros reagiram à perpetuação do clientelismo no Congresso Nacional por meio da liberação de verbas a parlamentares em troca de votos favoráveis ao desmonte da Previdência.

A reforma é desastrosa para a imensa maioria da população. O retrocesso atinge trabalhadores informais e com carteira assinada, pessoas com deficiência, viúvas sem amparo, servidores públicos, etc. Para nós, professores, significa trabalhar muitos anos a mais para receber um benefício inferior ao salário.

Como se não bastasse, um deputado federal de Juiz de Fora, que votou a favor do desmonte da Previdência, propõe uma espécie de “gincana” entre escolas do município. As instituições que receberem mais votos pela internet seriam “merecedoras” de premiação oriunda de recursos emendas parlamentares. Vale lembrar que o deputado federal pertence à um partido que aprovou a Emenda Constitucional 95, responsável por congelar investimentos públicos em educação por 20 anos.

Trata-se de um espetáculo triste. Promover a concorrência desleal e medir escolas por “curtidas” parecem ser uma tentativa de escamotear a verdadeira atuação do deputado federal e de seu partido, sempre alheios às verdadeiras demandas da educação pública.

Lutar para assegurar mais recursos à educação pública, assim como mecanismos para sua distribuição justa, defender a valorização da atividade docente, dar corpo e voz à reivindicação de um ensino de qualidade, gratuito, democrático e inclusivo são tarefas de um deputado federal. Tal “gincana” não passa de mais uma tentativa de transformar eleitores em audiência. É um desvio grave do esperamos ser conduta de um bom parlamentar.

Juiz de Fora, 12 de julho de 2019.

Sindicato dos Professores de Juiz de Fora

Ousar lutar! Ousar vencer!

RESPONDER PARA:

POR FAVOR ENTRE COM SEU COMENTÁRIO!
POR FAVOR ENTRE COM SEU NOME