Sinpro Minas: Izabela Hendrix não negocia e nova audiência é marcada

40
0
COMPARTILHE

Em audiência de tentativa de conciliação realizada na sexta, 21/2, no Tribunal Regional do Trabalho, o Instituto Metodista Izabela Hendrix manteve sua postura de negligência e desrespeito às reivindicações das/os professoras/es. Mesmo com a mediação da Justiça do Trabalho, o Instituto se negou a um processo de negociação, que tivesse como norte a garantia dos direitos trabalhistas da categoria docente.

Diante da postura do Instituto, o desembargador Fernando Rios Neto marcou uma próxima audiência para o próximo dia 3/2, terça-feira, e solicitou representação da mantenedora do Izabela (Metodista de São Paulo), que tenha poder de negociação.

Ressaltamos a importância de toda a comunidade escolar fortalecendo esta luta por valorização profissional e respeito aos direitos conquistados. Contamos, mais uma vez, com a presença e apoio de vocês!

Audiência na Justiça do Trabalho

3/3, terça-feira | 16h

Local: Tribunal Regional do Trabalho 3ª Região – Avenida Getúlio Vargas, 225 – Funcionários

Entenda o caso: os/as professores/as do Centro Universitário Izabela Hendrix permanecem em greve por causa dos descumprimentos de direitos trabalhistas, como atrasos de pagamentos, férias, 13º salário e falta de depósito do FGTS. Desde novembro de 2019 que os/as professores/as estão sem recebimento de seus salários. Por iniciativa dos/as professores/as e do Sinpro, todas as medidas possíveis foram tomadas para que um caminho de negociação fosse construído.

Do Sinpro Minas

COMPARTILHE

RESPONDER PARA:

POR FAVOR ENTRE COM SEU COMENTÁRIO!
POR FAVOR ENTRE COM SEU NOME