Sinpro Minas: Professores do Sudeste rejeitam contraproposta patronal, em assembleia

71
0
COMPARTILHE

Os/as professores/as da Regional Sudeste, em assembleia virtual realizada na sexta-feira (4), rejeitaram, por unanimidade, a contraproposta do sindicato patronal (Sinepe Sudeste) para o fechamento da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

Nas negociações com o Sinpro Minas, os representantes dos donos de escolas têm dificultado o fechamento da CCT ao propor retiradas de direitos da categoria, conquistados com muita luta. Em sua contraproposta, O Sinepe Sudeste quer acabar com as férias coletivas (dividindo-as em dois períodos a partir deste ano), acabar com os recessos escolares, reduzir o adicional por tempo de serviço e tirar do Sinpro Minas a prerrogativa de distribuição das bolsas – o que, na prática, acaba com a bolsa para a escola que não seja o próprio local de trabalho do/a professor/a.

Além de rejeitar a contraproposta do Sinepe Sudeste, os/as professores/as autorizaram o Sinpro Minas a continuar com o processo de negociação e ratificaram a autorização para o sindicato suscitar dissídio coletivo de natureza econômica contra o Sinepe Sudeste.

O Sinpro já tomou as medidas necessárias para o pedido de dissídio e seguirá firme na luta pela defesa dos direitos dos/as professores/as da Regional Sudeste. Esta é a única regional do estado que ainda não assinou a CCT.

Do Sinpro Minas

COMPARTILHE

RESPONDER PARA:

POR FAVOR ENTRE COM SEU COMENTÁRIO!
POR FAVOR ENTRE COM SEU NOME