Sinpro Pernambuco: Professores/as, vamos dizer não à censura!

117
0
SHARE

#DigaNãoAoRegimeMilitar #TorturaNuncaMais #SinproPernambuco

Mesmo após serem derrotadas, no Congresso Nacional e em algumas assembleias legislativas, as concepções defensoras do projeto Escola Sem Partido, que almeja impor a lógica da mordaça e a censura dentro dos ambientes educacionais, infelizmente, ainda rondam as nossas escolas.

Colocando nós, professores(as), em posições vexatórias e até mesmo nos considerando “inimigos” da nação, esse projeto tem fortes relações com as concepções autoritárias e ditatoriais, que, infelizmente vem sendo elogiada pelo atual presidente da República, principalmente nesses dias, que o Brasil rememora os 55 anos da ditadura militar, iniciada no dia 1° de abril de 1964.

Para combater a censura e defender o livre pensar, nossa categoria, junto à diretoria do Sinpro Pernambuco, construiu para a campanha salarial uma proposta à nossa Convenção Coletiva de Trabalho, visando defender a liberdade de cátedra, por meio de elementos que proíbam e combatam a censura nas escolas. Uma luta necessária aos nossos tempos.

É válido pontuar que essa ideia, que intitulamos de Lei da Mordaça, é mais um exemplo da materialização do retrocesso que estão impondo à educação brasileira. É anticientífica, antidemocrática, autoritária e fere, sobretudo, a liberdade de cátedra dos(as) professores(as) no exercício da docência.

Acusam-nos de doutrinadores, mas defendem um modelo educacional arcaico, acrítico e, sobretudo, recheado de valores ideológicos fascistas. Precisamos – se lutamos por uma educação libertadora e transformadora – combater essas ideias em todos os espaços possíveis. Os dias nos remetem às lutas e à resistência! Sigamos junt@s!

Do Sinpro Pernambuco

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here