Sinpro-Rio: Assembleia mantém estado de greve e decide paralisação

Insensibilidade e intransigência patronal levam a categoria à paralisação, em agosto

A Assembleia da Educação Básica, realizada no dia 25/06, aprovou a manutenção do Estado de Greve e a incorporação ao Dia Nacional de Paralisação, orientado pela Contee, previsto para 17 de agosto. A proposta dos patrões, de 7% de reajuste, foi amplamente rejeitada. A categoria decidiu ainda pela continuidade da luta pela recuperação das perdas salariais e que, em caso de proposta de parcelamento, o mesmo deve ser retroativo à data base, que é abril.

A próxima assembleia ficou com data em aberto, a ser definida pelo Sinpro-Rio, de acordo com o andamento das negociações.

Na assembleia, foi ressaltado que o Sinpro-Rio já realizou 25 atos de rua, em frente a escolas e junto aos meios de comunicação, o que gerou uma entrevista no programa Faixa Livre, da Band. A receptividade para estes atos tem sido das maiores, com as professoras e professores se mantendo mobilizados em torno da luta pela recuperação das perdas salariais.

Do Sinpro-Rio – Pela Vida e Dignidade na Educação

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  23  =  28

Botão Voltar ao topo