Sinpro/Caxias: As mulheres precisam ocupar os espaços de poder

799
0
SHARE
Foto: Ricardo Barp

“As mulheres precisam ter a consciência de que é imprescindível ocupar os espaços de poder neste momento histórico, pois há o risco real de se ficar sob o jugo do que há de pior na sociedade brasileira.” A afirmação é da filósofa e feminista Marcia Tiburi, na palestra realizada no dia 9 de março, no Teatro Murialdo.

Foto: Ricardo Barp

Marcia Tiburi argumentou que as mulheres não sabem fazer o exercício do poder, pois foram historicamente convencidas de que o poder corrompe. Esse discurso precisa ser desconstituído, segundo ela, e para isso é necessário ocupar os espaços políticos. Ela chamou os professores a desempenharem o papel de incentivadores da participação feminina nas organizações sociais e políticas.

Marcia também destacou o fato das mulheres direcionarem o foco da atenção às diversas violências sofridas e não no poder. A questão da violência parece pertencer somente ao feminino e não se apresenta como um problema de toda a sociedade. “Ficamos com a violência e os homens com o poder. Mas o poder é criativo. Enquanto isso, nós ficamos reclamando, presas no espaço da violência e da crítica”, concluiu a filósofa.

Foto: Ricardo Barp

8 de Março

O evento “Não é por rosas, mas pelos direitos das mulheres”, em referência ao Dia Internacional da Mulher, foi promovido Sindicato dos Professores de Caxias do Sul (Sinpro/Caxias), em parceria com o Sindicato dos Bancários de Caxias do Sul e Região, Sindicato dos Servidores Municipais de Caxias do Sul (Sindiserv) e apoio da livraria Do Arco da Velha.

Foto: Ricardo Barp

A professora e Coordenadora de Comunicação do Sinpro/Caxias, Olga Neri de Campos Lima, que abriu a atividade, retomou o caráter combativo do Dia da Mulher. “Em todo 8 de Março, convivemos com homenagens tolas que ignoram a representação política da data. Há muito que lutar para lembrarmos que não existimos para ser enfeite. Ganhar flores não resolve a falta de políticas públicas para as mulheres, a diferença na remuneração para a mesma função ou as violências que ainda sofremos”.

Karina Santos, representante do Sindiserv, e Vaine Andreguete, diretora de Formação do Sindicato dos Bancários, ressaltaram a importância da atividade conjunta reunindo algumas das maiores categorias de trabalhadores em Caxias do Sul.

Foto: Ricardo Barp

A Marcha de Mulheres fez uma participação especial no evento, mostrando a batucada feminina, com canções de cunho político questionando o atual governo e a Reforma da Previdência.

Os sindicatos aproveitaram o momento para chamar a mobilização de 15 de março, Dia Nacional de Paralisação e Mobilização contra a Reforma da Previdência. E Marcia Tiburi também fez referência ao tema: “A Reforma da Previdência é um mal que atinge a todos, inclusive aos que apoiam este governo”, alertou.

Por Rose Brogliato, do Sinpro/Caxias
Colaboração: Karine Endres

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here