SinproSP: Acordo divulgado para auxiliares não vale para professores do ensino superior

O Semesp, sindicato patronal do ensino superior, e a Fepaae – Federação Paulista dos Auxiliares de Administração Escolar (trabalhadores em Educação exceto professores) divulgaram comunicado, informando sobre acordo para assinatura de convenção coletiva, com o conteúdo de algumas cláusulas, entre elas a de reajuste salarial. É importante afirmar que esse acordo não vale para as professoras e professores do ensino superior, cujo reajuste será definido pela Justiça do Trabalho.

O comunicado Semesp/Fepaae está datado de 20 de setembro. No mesmo dia, o sindicato patronal entregou sua defesa ao Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região e anexou cópia da mesma proposta aceita pela Federação dos Auxiliares, mas rejeitada à exaustão pelas assembleias de professores e muito abaixo do que o próprio Tribunal havia indicado na audiência de conciliação de 25/08 : 10,8%*, retroativo a março/2022.

Reajuste parcelado, pago com atraso e sem valores retroativos

A proposta do Semesp aprovada pela Fepaae parcela a reposição da inflação e atrasa os reajustes de 2022, sem pagamento de diferenças retroativas à data base, 1º de março.

Para ser mais claro: a inflação acumulada entre março/21 e fevereiro/22 (10,57%**) será paga em duas parcelas: a primeira delas, 7%, somente a partir de setembro, e a segunda, de 3,57%, apenas em fevereiro/2023. A instituição que deu alguma antecipação salarial antes de setembro, poderá descontá-la da participação nos lucros de 25%, em outubro.

Como se vê, houve motivos de sobra para que a Fepesp e os sindicatos, seguindo decisão das assembleias, recusassem a proposta.

A manobra do Semesp de divulgar o comunicado às pressas e anexá-lo à ação de dissídio coletivo, um dia antes do prazo final para a sua defesa, é uma tentativa de criar a ilusão de fato consumado.

Além disso, comprova que os representantes patronais nunca se dispuseram a negociar. O que fizeram, desde o início, foi ganhar tempo e dinheiro. Agora, infelizmente, às custas dos auxiliares de administração escolar.

*INPC-Ibge acumulado entre março/2021 e fevereiro/2022

**média entre INPC-Ibge e IPC-Fipe entre março/2021 e fevereiro/2022

Do SinproSP

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

42  +    =  45

Botão Voltar ao topo