Ipec: Lula, 48%; Bolsonaro, 31%

Em votos válidos, Lula tem 52%, ante 34% de Bolsonaro. Pesquisa foi realizada entre 25 e 26 de setembro. Margem de erro é de 2 pontos para mais ou para menos. Instituto diz que cenário é de estabilidade

Pesquisa Ipec divulgada nesta segunda-feira (26), encomendada pela Globo, mostra o ex-presidente Lula (PT) com 48% das intenções de voto e o presidente Jair Bolsonaro (PL) com 31% na eleição para a Presidência da República em 2022.

Em relação à pesquisa anterior, de 19 de setembro, Lula foi de 47% para 48%. Bolsonaro se manteve com 31%. A margem de erro é de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.

O Ipec diz que o cenário é de estabilidade.

Intenção de voto estimulada

  • Lula (PT): 48% (47% na pesquisa anterior, de 19 de setembro)
  • Jair Bolsonaro (PL): 31% (31% na pesquisa anterior)
  • Ciro Gomes (PDT): 6% (7% na pesquisa anterior)
  • Simone Tebet (MDB): 5% (5% na pesquisa anterior)
  • Soraya Thronicke (União Brasil): 1% (1% na pesquisa anterior)
  • Felipe d’Avila (Novo): 1% (0% na pesquisa anterior)
  • Vera (PSTU): 0% (0% na pesquisa anterior)
  • Léo Péricles (UP): 0% (0% na pesquisa anterior)
  • Padre Kelmon (PTB): 0% (0% na pesquisa anterior)
  • Sofia Manzano (PCB): 0% (0% na pesquisa anterior)
  • Constituinte Eymael (DC): não foi citado (0% na pesquisa anterior)
  • Branco/nulo: 4% (5% na pesquisa anterior)
  • Não sabe/não respondeu: 4% (4% na pesquisa anterior)

A pesquisa ouviu 3.008 pessoas em 183 cidades entre os dias 25 e 26 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE sob número BR-01640/2022.

A pesquisa mostra que Lula vai melhor:

  • entre quem avalia negativamente a gestão Bolsonaro (foi de 78% para 80%);
  • entre os que vivem no Nordeste (62%, ante 63% do levantamento anterior);
  • entre as famílias com renda mensal de um salário mínimo (57%, ante 58% no levantamento anterior);
  • em residências em que ao menos uma pessoa receba auxílio do governo federal (55%, mesmo índice do
  • levantamento anterior);
  • entre pessoas com ensino fundamental (55%, contra 58% na rodada anterior);
  • entre católicos (54%, contra 53% anteriormente);
  • entre pretos e pardos (51%, ante 52% no levantamento anterior);
  • entre os que vivem em municípios com até 50 mil habitantes (52%, ante 53% na rodada anterior);
  • nesta rodada, o petista passa a se destacar entre quem não é católico nem evangélico ou não tem religião (56%);
  • Entre as mulheres (51%), na comparação com homens (45%).

Bolsonaro, por sua vez, vai melhor:

  • entre os que acham a gestão dele ótimo ou bom (84%, contra 83% na rodada anterior);
  • entre evangélicos (de 48% para 50%);
  • entre pessoas cuja renda familiar supera 5 salários mínimos (44%, contra 47% na pesquisa anterior). Ele passa
  • a se destacar entre quem tem renda de dois a cinco salários mínimos (40%);
  • entre homens (37%, ante 35% do levantamento anterior);
  • entre os que se declaram brancos (37% para 36%)
  • em domicílios em que ninguém recebe auxílio do governo federal (34%, contra 33% na semana passada);
  • no levantamento atual, Bolsonaro passa a se destacar entre os que vivem no interior (33%).

Votos válidos

Votos válidos excluem os votos em branco e os nulos. Lula lidera a disputa:

  • Lula: 52% (52% na pesquisa anterior)
  • Bolsonaro: 34% (34% na pesquisa anterior)
  • Ciro: 6% (7% na pesquisa anterior)
  • Tebet: 5% (5% na pesquisa anterior)
  • Thronicke: 1% (1% na pesquisa anterior)
  • d’Avila: 1% (0% na pesquisa anterior)

2º turno

O Ipec também pesquisou a intenção de votos no segundo turno. Lula vence por 54% a 35% no cenário pesquisado, mesmo índice da semana passada. “Considerando a estabilidade do cenário e a margem de erro da pesquisa, Lula pode ter entre 46% e 50% das intenções de voto, já as menções aos demais candidatos, somadas, ficam entre 46% e 42%. Dessa forma, ainda não é possível afirmar se o petista poderia ou não vencer a eleição no primeiro turno”, diz o Ipec.

  • Lula (PT): 54% (54% na pesquisa anterior, de 19 de setembro)
  • Bolsonaro (PL): 35% (35% na pesquisa anterior)
  • Branco/nulo: 9%
  • Não sabe/não respondeu: 5%

Rejeição

Veja a seguir a rejeição dos candidatos. Bolsonaro oscilou um ponto para cima, e Lula oscilou dois pontos para cima em relação à pesquisa anterior. Ainda não é possível afirmar se Lula pode ou não vencer a eleição no primeiro turno, de acordo com o Ipec.

  • Bolsonaro: 51% (50% na pesquisa anterior)
  • Lula: 35% (33% na pesquisa anterior)
  • Ciro: 14% (15% na pesquisa anterior)
  • Tebet: 6% (6% na pesquisa anterior

Aprovação e rejeição do governo

Em relação à pesquisa anterior, houve apenas uma mudança, uma oscilação de um ponto em “ótimo/bom”:

  • Ótimo/bom: 29% (30% na pesquisa anterior)
  • Regular: 22% (22% na pesquisa anterior)
  • Ruim/péssimo: 47% (47% na pesquisa anterior)

Espontânea

Na pesquisa espontânea, os eleitores respondem em quem votariam se a eleição fosse hoje.

  • Lula: 47%
  • Bolsonaro: 31%
  • Ciro: 4%
  • Tebet: 2%
  • Thronicke: 1%
  • Branco/nulo: 5%
  • Não sabe/não respondeu: 10%

G1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  69  =  75

Botão Voltar ao topo