Nota da Feteerj e Sindicatos Filiados sobre a tragédia da escola Raul Brasil em São Paulo

52
0
SHARE

A Federação dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino no Estado do Rio de Janeiro (Feteerj) e os Sindicatos de Professores a ela filiados (leia a relação no fim da nota), entidades que representam os professores e professoras que trabalham nas instituições particulares do estado do Rio, se solidarizam com os parentes e amigos das vitimas da tragédia que ocorreu na manhã dessa quarta-feira (13/03), na escola Estadual Raul Brasil do município de Suzano, em São Paulo, onde dois atiradores invadiram a unidade e mataram sete estudantes e uma funcionária da escola, fazendo dezenas de feridos.

Com isso, lembramos, também, de episódio semelhante e trágico ocorrido em 2011, na escola municipal Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro, quando um atirador assassinou 13 crianças. À época, a falta de segurança das unidades públicas, com a carência de funcionários especializados, tais como porteiros e inspetores de alunos, foi uma das causas apontadas para a tragédia ocorrer – infelizmente, com o desmonte do serviço público que vem sendo perpetrado no País nos últimos anos, a precariedade de nossas escolas só aumentou.

Trata-se de um alerta que a Feteerj e os Sindicatos filiados faz a todos: se a nossa sociedade está doente e “comete” feitos desse tipo, nada melhor, como “remédio”, que uma educação de qualidade e que atinja a todos, sem distinção.

Assinam esta nota: Feteerj; Sinpro Baixada Fluminense; Sinpro Campos/São João da Barra; Sinpro Costa Verde; Sinpro Lagos; Sinpro Macaé e Região; Sinpro Niterói e Região; Sinpro Norte e Noroeste Fluminense; Sinpro Nova Friburgo e Região; Sinpro Petrópolis e Região; Sinpro-Rio (capital) e Sinpro Teresópolis

Da Feteerj

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here