Sinpro Minas repudia nomeação autoritária de reitor da UFTM

48
0
SHARE

O Sinpro Minas vem a público manifestar seu repúdio à nomeação do professor Luiz Fernando Resende dos Santos Anjo como reitor da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), em flagrante desrespeito à autonomia universitária e aos professores Fábio César da Fonseca e Patrícia Vieira que venceram a consulta feita junto à comunidade universitária no último dia 6 de junho. Na ocasião, a chapa do atual vice-reitor, Luiz Fernando, ficou em segundo lugar.

Posteriormente, na eleição realizada no Conselho Universitário, em 25/6, Fábio e Patrícia também saíram vencedores. Vale ressaltar que, nesta eleição, ficou acertado que os derrotados não se candidatariam para a votação do Conselho. Porém, em descumprimento de acordo, o vice-reitor se inscreveu e novamente foi derrotado. Desta forma, a chapa de Fábio e Patrícia ficaram em primeiro lugar na lista tríplice.

Conforme a tradição, o nome vencedor na lista tríplice acaba escolhido pelo Presidente da República e pelo Ministro da Educação, mas não foi isso o que aconteceu. Segundo o professor Fábio César, “trata-se de uma nomeação ilegítima, desrespeitosa e provocadora de instabilidades institucionais”, acrescentando que esta é uma situação geradora e “intensificadora de problemas, pois fragiliza, traz em sua essência a marca indelével da ilegitimidade e o caráter antidemocrático e antiético”.

Diante do ocorrido, o Sinpro Minas manifesta sua solidariedade a Fábio e a Patrícia, assim como a toda a comunidade da UFTM em sua luta pelas decisões democráticas e pela autonomia universitária.

Do Sinpro Minas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here