“Conape foi grande vitória da mobilização”, disse o presidente interino da CNTE no Contee Conta

“Conape reafirmou a escola livre e libertadora. Foi um grande evento” dos trabalhadores em educação em nível nacional, destacou o dirigente. Madalena, por sua vez, destacou o papel do FNPE no processo de construção da conferência

A “Conape em si foi grande vitória da mobilização”, destacou o presidente interino da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação). A conferência, segundo o presidente interino da CNTE, Roberto Leão, “foi exemplo de mobilização”. Os trabalhadores em educação se “organizaram e fizeram a Conape”, disse Leão.

A Conape trabalhou sob a “lógica da educação democrática e libertadora”, destacou o dirigente da CNTE. Ainda segundo Leão, a “Conape reafirmou a escola livre e libertadora. Foi um grande evento” dos trabalhadores em educação em nível nacional.

“Olhando para a ‘Carta de Natal’, a grande batalha vai ser acabar com a [EC] Emenda à Constituição 95/16, que limita o papel do Estado, precisa ser revogada. Sem Estado, a iniciativa provada vai tomar conta”, chamou a atenção o dirigente.

A EC 95, aprovada pelo governo do ex-presidente Michel Temer (MDB), congela, em termos reais, as despesas primárias do governo por 10 anos, renovável por mais 10. É uma tragédia, pois com essa alteração na Constituição, o Estado brasileiro está impedido de fazer investimentos sociais robustos.

A 2ª Conape (Conferência Nacional de Educação Popular) foi realizada em Natal (RN), entre os dias 15 e 17 de julho, e aprovou a “Carta de Natal”, documento final da conferência.

Papel do FNPE

A dirigente da Contee, Madalena Guasco, coordenadora da Secretaria Geral, lembrou da relevância do FNPE (Fórum Nacional Popular de Educação) foi “criado como resposta ao golpe de 2016”, quando a ex-presidente Dilma Rousseff foi impedida, pela maioria dos congressistas que aprovaram o impeachment.

“A mobilização da Conape é feita pelas entidades nacionais”, lembrou Madalena. “O papel do fórum [FNPE] na resistência ao golpe foi importante”, disse Madalena. A “contraposição Emenda 95 foi feita pelo fórum”, pontuou a dirigente.

“A aprovação do Fundeb [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação] se deve ao FNPE”, chamou a atenção.

O Contee Conta desta segunda-feira (1º) entrevistou os dirigentes sindicais da Contee, Madalena Guasco, secretária geral da Confederação, e Roberto Leão, presidente interino da CNTE, entidade coirmã da Contee, que representa os trabalhadores em educação do setor público.

Sob a mediação do coordenador-geral da Contee, Gilson Reis, e conduzido pelo jornalista da Confederação, Táscia Souza, o Contee Conta as “resoluções da Conape e desdobramentos eleitorais”.

Assista a íntegra da conversa:

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  5  =  6

Botão Voltar ao topo