Não é voto útil, é voto urgente e necessário

Contee reafirma a posição de indicar voto em Lula no 1° turno. É nossa sobrevivência que está em jogo, como cidadãos, como povo, como País

O adjetivo útil, segundo o dicionário, pode assumir dois sentidos entre seus principais: aquilo que tem ou pode ter algum uso, que serve para alguma coisa; e que traz vantagens, que é proveitoso e/ou vantajoso. Por sua vez, o adjetivo urgente tem três definições: aquilo precisa ser atendido ou feito com prontidão e que não pode ser adiado; aquilo que não se pode dispensar ou prescindir, que é indispensável; aquilo que demonstra necessidade imediata, que tem pressa.

Leia também:

Eleger Lula no 1° turno é tarefa imprescindível

Manifesto em defesa do Brasil e dos/as brasileiros/as. Lula presidente!

O adjetivo necessário indica que é absolutamente preciso; essencial; indispensável. E mais: que se não pode evitar; imprescindível; inevitável; forçoso.

Por meio destes três elementos linguísticos, a Contee convoca sindicatos e federações, bem como os dirigentes sindicais a darem tudo de si nesta reta final de campanha para eleger Lula Presidente e um Congresso mais avançado para ajudá-lo a fazer as mudanças necessárias e urgentes, que requerem o povo e o País.

A eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a presidente da República, dia 2 de outubro, em 1° turno, contempla todos esses sentidos. Sim, o voto em Lula é voto útil, visto que, dadas pesquisas eleitorais — como o levantamento da Datafolha divulgado nesta quinta-feira (22) —, somente ele tem a serventia de derrotar Jair Bolsonaro (PL) e tirar o nefasto governo bolsonarista do poder. A esta altura, votar em Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB) ou qualquer outro candidato, por mais que tenham propostas que contemplem parcelas dos eleitores, não tem utilidade, pois não traz nenhuma vantagem ou proveito, que nesse momento histórico é enviar Bolsonaro ao lixo da história, como ele merece.

Mais do que útil, porém, o voto em Lula é voto URGENTE. Porque é imprescindível para que não se adie a decisão para o 2° turno. Porque é extremamente necessário que Bolsonaro seja derrotado de imediato. Porque encerrar essa disputa e, com ela, um dos mais atrozes governos da história do País — comparável à ditadura civil-militar que ele venera —, é algo para que o povo brasileiro tem pressa.

É necessário, para evitar que haja alguma chance de que o fascismo, representado por Bolsonaro, ganhe mais força e expressão na sociedade brasileira.

Temos pressa em tirar o Brasil, outra vez, do mapa da fome, no qual Bolsonaro jogou 33 milhões de brasileiros. Pressa em reverter o desmonte da educação pública, da ciência e da tecnologia. Pressa em garantir que estudantes tenham direito a merenda digna. Pressa em fazer do MEC novamente o Ministério da Educação, e não balcão de negócios, seja de pastores lobistas ou de interesses privatistas. Pressa em salvar o SUS (Sistema Único de Saúde) e seus usuários, afetados por cortes que atingem desde a Farmácia Popular até o tratamento para doenças crônicas.

Pressa em assegurar acesso a moradia e diminuir o déficit habitacional que só se aprofundou nos últimos 4 anos. Pressa em combater o desemprego, a informalidade, o desmanche dos direitos trabalhistas, a defasagem dos salários e a queda brutal do poder de compra dos trabalhadores.

Por tudo isto, a Contee reafirma a posição de indicar voto em Lula no 1° turno. Para quem ainda tem dúvidas: é útil, urgente, vital e necessário. Porque é nossa sobrevivência que está em jogo, como cidadãos, como povo, como País.

Brasília, 23 de setembro de 2022

Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee

Este texto foi publicado originalmente em 26 de setembro de 2022. A data foi modificada para mantê-lo em destaque no Portal.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  2  =  7

Botão Voltar ao topo