Para Lula, só combate à fome e distribuição de renda acabam com trabalho infantil

por Carolina Sarres, da Agência Brasil

Brasília – Ao participar ontem (10) do encerramento da 3ª Conferência Global sobre Trabalho Infantil, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que falta “vontade política e vergonha” dos países para acabarem com o trabalho infantil. Para Lula, a pobreza e a desigualdade são as principais causas para o uso da mão de obra de crianças e adolescentes e enfatizou a importância do desenvolvimento para o combate.

“Pude constatar até que ponto a fome pode degradar o ser humano. Para quem come todo dia isso não tem a menor importância. Há certamente outras razões para o trabalho infantil, como estruturas econômicas, tradição e situação política, mas a miséria e a fome são determinantes. A primeira tarefa para acelerar o combate ao trabalho infantil nas suas piores formas é coordenar a distribuição de renda nas regiões mais pobres do planeta. Não falta recurso, mas vontade política e vergonha para enfrentarmos esse problema no mundo”, disse.

Ele acrescentou que nos últimos anos “nunca se dedicou tanto tempo nem se aplicou tanto dinheiro para combater essa praga” no Brasil. Lula criticou a imprensa por não ter dedicado tanto espaço à conferência.

“Um evento dessa magnitude, com os resultados extraordinários que vários países alcançaram, que o Brasil alcançou, recebeu menos atenção do que o assunto mais banal do noticiário brasileiro. É uma pena que assuntos sérios não sejam tratados com seriedade”, disse.

Ao longo da conferência, foram discutidas questões como transferência de renda, educação, políticas sociais e cooperação internacional na área. Participaram mais de 1,3 mil delegados de 153 países, entre os quais 37 ministros de Estado.

Na abertura do evento, o diretor-geral da OIT, Guy Ryder, pediu que a educação fosse reforçada para que se combata o uso de mão de obra de crianças e adolescentes.

A presidenta Dilma Rousseff pediu o compromisso das nações para a erradicação do trabalho infantil. Ainda hoje, a OIT apresentará a campanha Cartão Vermelho para o Trabalho Infantil, com peças publicitárias que serão elaboradas para a sensibilização sobre a situação de milhões de crianças e adolescentes em todo o mundo.

Da Agência Brasil

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6  +  2  =  

Botão Voltar ao topo