Sinpro-BA: Resultados de assembleia dos docentes da faculdade Batista Brasileira

Reunidos em Assembleia Geral Extraordinária na noite de ontem, 25 de janeiro de 2022, conforme Edital de Convocação publicado na edição de 20/01/2022 do Jornal A Tarde, à página A7, o Corpo Docente da Faculdade Batista Brasileira – que sofre há meses com o absoluto descaso da Instituição, não recebendo salários e não tendo o recolhimento de verbas relativas a INSS e FGTS, sem contar o não recebimento de férias e 13º salário relativas ao ano de 2021/2022 e alguns anteriores – deliberou pela DEFLAGRAÇÃO DE GREVE a partir do dia 28 de janeiro de 2022.

A Faculdade Batista Brasileira foi procurada pelos próprios docentes e pelo SINPRO-BA, mas nunca se dignou sequer a assumir sua responsabilidade, responder às tentativas de diálogo ou oferecer solução. Descaso e desrespeito em altíssimo grau, sobretudo para quem atua em Educação e, mais ainda, para quem carrega uma marca religiosa.

O SINPRO-BA e o Corpo Docente da Faculdade Batista Brasileira não cobram nada além das suas obrigações legais, notadamente salário, que tem caráter alimentar, ou seja, de manutenção da sobrevivência com o mínimo de dignidade.

A Faculdade Batista Brasileira já foi notificada, por meio eletrônico, em sete endereços distintos, sobre os resultados da AGE.

Seguiremos na representação e defesa das professoras e dos professores desta Instituição de Ensino e de todas as demais na Bahia.

DIRETORIA COLEGIADA

Do Sinpro-BA

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

33  +    =  41

Botão Voltar ao topo