Contee repudia ameaça à democracia

Mais uma vez o presidente Bolsonaro se manifesta através de um de seus subalternos para ameaçar a democracia, e desta vez acionou o ministro da Defesa, general Braga Netto, para vociferar que está pronto para dar um golpe de Estado. Segundo o que agora foi revelado, no dia 8 de julho o militar mandou avisar o presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), que não haverá eleições em 2022 se não houver voto impresso. Naquele mesmo dia, o presidente repetiu a ameaça, dizendo que, ou o pleito se realiza de acordo com as regras que ele quer, “ou não temos eleições”.

Acossado com a repercussão negativa de seu gesto, nesta quinta-feira, 22, o chefe do Ministério a quem cabe o estabelecimento de políticas ligadas à defesa e à segurança do país negou ter feito a ameaça, mas o jornal que o denunciou reafirmou a veracidade do fato. O general, fiel aos desejos de Bolsonaro, realmente mostrou disposição de setores militares, mais uma vez na história do Brasil, valerem-se das armas para violar a Constituição e desrespeitar a vontade popular, caso o resultado das urnas não lhes agrade.

A Contee, organização representativa dos trabalhadores em estabelecimentos de ensino e integrante atuante da sociedade civil brasileira, reafirma a defesa da democracia e repudia as ameaças golpistas emanadas pelo presidente da República e seus subordinados, lembrando que lhes cabe cumprir a Constituição brasileira e é crime de lesa-pátria se insurgirem contra a Carta Magna.

Brasília, 22 de julho de 2021

Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino – Contee

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

60  +    =  68

Botão Voltar ao topo