Executiva aponta 2022 como o ano da virada

Em sua primeira reunião de 2022, nesta terça-feira, 25, a Direção Executiva da Contee analisou a conjuntura do momento e os desafios deste ano, que considerou “o ano da virada, da retomada do Brasil democrático e progressista”, nas palavras do coordenador-geral, Gilson Reis. Foi aprovada a realização emergencial de um Conselho de Entidades para debater o calendário escolar e a campanha de sindicalização.

Os diretores consideraram que 2022 começa com perspectivas positivas. “Cresce a responsabilidade de colocar a nossa entidade à altura dos desafios deste ano, com a eleição presidencial, de governadores e de parlamentares comprometidos com a causa brasileira da democracia”, disse Gilson, abrindo o encontro, que ocorreu via Internet.

Foi abordada, com preocupação, a crise no leste da Europa, que envolve em especial Estados Unidos, Rússia e China, em mais um capítulo da nova guerra fria mundial, ascendente, patrocinada pelo governo norte-americano, pretextando um possível ataque da Rússia à Ucrânia. Há um tensionamento e cenário de guerra na região.

Na América Latina, foi ressaltada a vitória da esquerda sobre o pinochetismo, que tentava retomar o controle do Chile. Os sindicalistas viram como positiva a campanha política realizada casa a casa, pela esquerda; uma experiência que esteve na base da vitória do novo presidente, Gabriel Boric. No entanto, a direita latino-americana, aliada ao governo dos EUA, continua ativa no subcontinente.

Também foi analisado o andamento da campanha eleitoral para presidente do Brasil, com o avanço do ex-presidente Lula nas pesquisas e o aumento da rejeição do atual presidente, Jair Bolsonaro. O debate sobre o tratamento que deve ser dado à educação no novo governo foi apontado como um momento importante a ser tratado na Conferência Nacional Popular de Educação (Conape), prevista para os dias 10 a 12 de junho, em Natal, Rio Grande do Norte, assim como a necessidade de revogar a reforma trabalhista de Temer-Bolsonaro.

Para os sindicalistas, o movimento sindical e popular precisa ter programa próprio para defender durante a campanha eleitoral e garantir a eleição de governadores e parlamentares progressistas nos legislativos estaduais e nacional.

Pandemia exige atenção

A continuidade da pandemia, vitimando milhões de brasileiros e de trabalhadores em todo o mundo, foi motivo de discussão detalhada e da emissão de uma nota da Contee sobre a retomada das aulas.

Além de informes das várias secretarias, a Executiva também resolveu convocar, em caráter emergencial, reunião do Conselho de Entidades, com a participação de todas as entidades filiadas, para o próximo dia 31, segunda-feira, das 16 às 18 horas, com a seguinte pauta:

    • Calendário Escolar diante da Covid (exigência de vacinação para retorno às atividades escolares das crianças de 5 a 12 anos);
    • Campanha de Sindicalização.

Também foi deliberado que o Seminário da Diretoria Plena, dias 9 e 10 de fevereiro, das 14h às 20h, será realizado via internet e terá por tema organizar as atividades da Confederação até Conape e indicar a atuação dos trabalhadores nas eleições gerais do país. O primeiro turno do pleito acontecerá no primeiro domingo de outubro, dia 2. Eventual segundo turno será realizado no dia 30 do mesmo mês.

Carlos Pompe

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4  +  3  =  

Botão Voltar ao topo