Prevaricou: PF abre inquérito para investigar Bolsonaro

A investigação tem origem nas declarações do deputado federal Luis Miranda; suspeita de que o presidente tinha conhecimento do caso há

A Polícia Federal instaurou inquérito para investigar suspeita de prevaricação cometida pelo presidente Jair Bolsonaro na compra da vacina Covaxin.

A investigação tem como ponto de partida as denúncias feitas pelo deputado federal Luiz Miranda (DEM-DF).

Segundo denunciou Miranda, o presidente Bolsonaro foi avisado de que estava ocorrendo irregularidades na compra da Covaxina.

Além disso, de que o seu irmão, que é funcionário do Ministério da Saúde estava sofrendo pressões para que liberasse a compra.

Dessa maneira, o presidente Bolsonaro será investigado para saber se ele foi de fato informado e não tomou medidas.

A prevaricação consiste em um tipo criminoso onde o agente público deixa de agir ou retardar a ação para interesses pessoais.

A investigação foi solicitada pela PGR depois que a ministra do STF Rosa Weber cobrou manifestação da Procuradoria sobre a notícia-crime apresentada ao Supremo.

Por fim, o caso será conduzido pelo Serviço de Inquérito da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime, da Polícia Federal.

Revista Fórum

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9  +  1  =  

Botão Voltar ao topo