Sinpro Pernambuco: Ensino presencial – no final, homenagens e luto

#SinproPernambuco

Todos os dias, recebemos notícias sobre casos de  internação, entubação e óbito de professores devido a complicações decorrentes da Covid-19. E, em muitas dessas ocorrências, infelizmente, também ficamos sabendo que as pessoas infectadas estavam dentro de rotinas de trabalho presenciais, convivendo em ambientes de aglomeração e em desacordo com os protocolos de distanciamento e de higiene.

É por isso, que nós, do Sinpro Pernambuco, desde sempre, condenamos o retorno às aulas presenciais, haja vista os riscos reais de contágio para a comunidade escolar.

Nas fiscalizações feitas nas escolas, mostramos e denunciamos que muitos estabelecimentos de ensino não estavam seguindo as regras e protocolos. O Sinpro Pernambuco acionou o Poder Público, ajuizou ação na Justiça, negociou com as escolas, mas nada adiantou, pois essas esferas estavam convencidas de que era preciso que o(a) professor(a) retornasse às aulas presenciais, não importasse a gravidade da situação.

E, assim, setores empresariais, amparados pela justiça e pelo governo, acordaram um verdadeiro pacto de morte aos professores e professoras.

No âmbito federal, a situação é pior. Ganha força, no Congresso Nacional, a defesa do retorno das aulas presenciais enquanto serviço essencial, em concordância com a necropolítica bolsonarista.

E os resultados estão postos. Com o ensino presencial e a lenta vacinação, o perigo continua a rondar nossas escolas. E no final, vista a irresponsabilidade imposta aos trabalhadores(as) da educação, restarão a nós apenas saudade, luto e “sinceras homenagens” por parte das escolas em memória da vida de mais um(a) professor(a) que se foi.

Os professores e professoras querem viver! Ensino presencial é suicídio! Escolas fechadas salvam vidas!

Do Sinpro Pernambuco

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7  +  3  =  

Botão Voltar ao topo