FNPE lança Manifesto em Defesa da Democracia, da Vida, da Educação Pública, da Ciência e da Tecnologia

Depois de um dia de debates importantes na plenária virtual realizada pelo Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE), foi lançado o Manifesto em Defesa da Democracia, da Vida, da Educação Pública, da Ciência e da Tecnologia, assinado por todas as entidades que compõem o Fórum, entre as quais a Contee.

“No país, precisamos ratificar e potencializar a confiança nos professores e demais profissionais da educação, nas instituições e sistemas educativos, nos estudantes, visando a materialização de processos formativos e avaliativos contextualizados vinculados a projetos educativos democráticos e emancipatórios, contrapondo-se, portanto, à centralidade conferida à avaliação como medida de resultado e instrumento de controle, ranqueamento, concorrência e competitividade no campo educacional e institucional”, destaca o manifesto.

“A educação nacional, pública (com gestão pública), gratuita, laica, democrática e de qualidade social, é o sustentáculo das sociedades democráticas e soberanas. Não podemos permitir, portanto, ainda maiores benefícios aos que vivem de renda do capital financeiro em detrimento dos serviços públicos essenciais de qualidade de que a imensa maioria dos brasileiros necessita e que, com os últimos governos e suas iniciativas, estão sendo destruídos.”

Depois de elencar 18 pautas prioritárias não apenas no campo educacional, mas também, como o próprio nome do documento já diz, na defesa da democracia e da vida, o manifesto termina ratificando “a defesa do Estado democrático de direito em sintonia com a defesa da CF de 88, do PNE e de um projeto de Estado que garanta educação nacional, pública e de gestão pública, gratuita, inclusiva, laica, democrática e de qualidade social para todas e todos”.

A mesa de lançamento do manifesto contou com a participação de representantes de algumas das entidades que integram a Coordenação Executiva do FNPE, além de parlamentares do campo progressista que atuam na defesa da educação pública e da regulamentação da educação privada. Representando a Internacional da Educação (IE), Fátima Silva informou que o documento será traduzido e divulgado para todas às entidades filiadas à IE, fortalecendo os laços latino-americanos.

A Plenária foi encerrada pelo professor Luiz Dourado, segundo o qual o encontro virtual “demonstrou a força do FNPE, no centenário de Paulo Freire, tendo por eixo a defesa da democracia”. “O manifesto materializa nossas bandeiras de luta. Este encontro é uma festa de democracia e da defesa do Estado de Direito. Fora, Bolsonaro!”

Acesse aqui a íntegra do Manifesto em Defesa da Democracia, da Vida, da Educação Pública, da Ciência e da Tecnologia.

Por Carlos Pompe e Táscia Souza

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo