Greve geral parou Cuiabá e contou com grande manifestação

752
0
SHARE

O 28 de abril de 2017 vai entrar para a história como o dia em que Cuiabá parou em apoio à luta do movimento sindical e social contra as reformas Trabalhista e da Previdência do governo Temer.

Mais de 20 mil pessoas ocuparam as ruas do centro da capital em uma das maiores e mais intensas manifestações populares. O evento teve início na Praça Ipiranga, às 16h, com discursos das lideranças, e depois seguiu em passeata pela Avenida da Prainha, subindo a Getúlio Vargas até o Choppão, e retornando para a Praça Ipiranga pela Avenida Isaac Póvoas, cadenciado por discursos de protesto e músicas que denunciavam os impactos negativos das reformas na vida dos trabalhadores.

A presidente da CTB-MT, diretora do Sintrae-MT e da Contee (Confederação Brasileira dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino), Nara Teixeira, em discurso no ato da manifestação, resumiu o sentimento coletivo. “A união e a garra do movimento sindical tornaram possível a realização dessa grande manifestação. Hoje, em todo o Brasil os trabalhadores estão unidos e participando da luta contra as reformas de Temer, que retiram os nossos direitos e fragilizam a luta dos trabalhadores”, destacou Nara Teixeira diante da multidão que se aglomerava na Praça Ipiranga.

A diretoria do Sintrae-MT e vários trabalhadores no ensino privado da capital também participam com intensidade da manifestação. “Foi uma grande manifestação, daqui pra frente teremos que manter e ampliar nossa mobilização contra essas ameaças lançadas por Temer aos trabalhadores, temos que intensificar essa luta!”, pontuou Jiordana Nascimento, presidente do Sintrae-MT.

Os trabalhadores da empresa responsável pela limpeza pública da capital, aderidos à greve, uniformizados, seguiram na frente da passeata entoando palavras de ordem. Depois da presença nos portões das garagens das empresas de ônibus para garantir a paralisação desse setor, ação que começou ainda na madrugada do dia 28 e contou com o apoio das centrais sindicais, o Sindicato dos Motoristas garantiu adesão total de sua categoria e também marcou presença no ato.

Durante todo o dia 28 os ônibus do transporte coletivo não circularam em Cuiabá.

ASSESSORIA DO SINTRAE-MT

RESPONDER PARA:

POR FAVOR ENTRE COM SEU COMENTÁRIO!
POR FAVOR ENTRE COM SEU NOME