Prognóstico do Diap projeta nova Câmara dos Deputados

Em parceria com a consultoria política Contatos, o DIAP elaborou o prognóstico sobre as eleições para deputados federais. Para efeito do trabalho, o prognóstico sobre os partidos e candidatos mais competitivos levou-se em consideração 6 variáveis, quais sejam:

1) pesquisas de intenções de votos; 2) histórico eleitoral dos partidos e dos candidatos; 3) coligações majoritárias em cada Estado; 4) projeções dos próprios partidos (lideranças e diretórios); 5) estrutura da campanha dos candidatos, inclusive recursos financeiros e acesso ao horário eleitoral gratuito; e 6) estratégias partidárias.

Sobre as projeções em questão, o DIAP alerta e esclarece, “que estudos com estas características, destinados a identificar os candidatos mais competitivos, estão sujeitos a imprecisões e surpresas, razão pela qual o fato de um nome constar desta lista não significa que o candidato será eleito nem que a ausência de algum candidato significa derrota.”

“O motivo de eventuais imprecisões decorre, de um lado, do cálculo do quociente eleitoral, e, de outro, da existência de muitos partidos e de federações na disputa, o que dificulta a precisão do nome do partido e do nome que pode ocupar as vagas em disputa na eleição proporcional.”

Por fim, esta projeção vai permitir que partidos e candidatos, ao final do pleito proporcional, que se encerra no próximo domingo (2), possam cotejar este prognóstico com o resultado substantivo das urnas que vai trazer, segundo o levantamento apresentado, a “futura Câmara dos Deputados – Legislatura 2023-2027”.

ACESSE A INTEGRA DAS PROJEÇÕES

Diap

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  28  =  35

Botão Voltar ao topo