Proposta de paralisação do ensino superior será levada à Diretoria Plena

Mobilização visa denunciar esquema de ataques aos direitos trabalhistas e práticas antissindicais montado por empresários do setor

A Diretoria Executiva da Contee definiu, nesta quinta-feira (23), indicativo de paralisação nacional do ensino superior privado em agosto, contra o esquema de ataques aos direitos trabalhistas e práticas antissindicais montado por empresários do setor. A proposta será levada para deliberação da Diretoria Plena da Confederação, que se reúne no próximo dia 1°.

A orientação da Executiva segue o que já havia sido apontado no último dia (8), durante a reunião, com as entidades filiadas, que tratou do andamento das negociações salariais por todo o Brasil. No encontro, ficou explícita a instransigência generalizada e nacionalmente orquestrada do patronato do ensino superior — liderado, sobretudo, pelas grandes corporações de capital aberto —, que se recusa a negociar acordos e convenções coletivas minimamente razoáveis com os sindicatos que representam os professores e técnicos administrativos das instituições.

Balcão do MEC

A educação esteve no centro do debate durante toda a reunião da Diretoria Executiva. Juntamente com a mobilização pela valorização dos trabalhadores e contra a mercantilização do ensino, os diretores da Contee também discutiram a importância de ato nacional contra a corrupção no MEC.

Nesta quinta, a Confederação divulgou nota exigindo a instauração de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar as denúncias de favorecimento, tráfico de influências e desvio de verbas praticados pelo ex-ministro Milton Ribeiro sob o comando do presidente Jair Bolsonaro.

Antes mesmo disso, a avaliação da Executiva é de que as pesquisas eleitorais já apontam a possibilidade de vitória de Lula no 1° turno. Agora, a prisão de Ribeiro na quarta-feira (22) é, segundo dirigentes, uma bomba-relógio que explode na cara de Bolsonaro e o faz perder o último bastião, que é a suposta moralidade com a qual se elegeu.

Conape

Ainda no âmbito da educação, a Diretoria tratou sobre o manifesto que a Confederação lançará, em julho, na Conape (Conferência Nacional Popular de Educação), em Natal (RN). Durante o evento, a Contee também realizará duas atividades autogestionadas, sobre os temas “Educação 5.0” e “Dilemas da educação privada no país”.

Covid-19

O último ponto de pauta desta quinta foi o crescimento dos casos de covid-19 e a necessidade, já reiterada pela Contee, de retomar campanha de conscientização, defender a vacina e exigir passaporte vacinal e uso obrigatório de máscaras dentro das escolas.

Táscia Souza

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2  +  5  =  

Botão Voltar ao topo