Sinpro Minas: Carta aberta à direção do Instituto Metodista Izabela Hendrix

18
0
SHARE

Confira abaixo a carta dos professores que lecionam no Instituto Metodista Izabela Hendrix, protocolada nessa quarta-feira (6/11) na instituição de ensino.

À direção do Instituto Metodista Izabela Hendrix

Em assembleia permanente, no dia 05 de novembro de 2019, às 18h, na sede do SinproMinas, os/as professores/as que lecionam no Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix comunicam que, única e exclusivamente, com o objetivo de finalizar o semestre letivo, em respeito aos estudantes, decidiram retomar as atividades docentes no dia 06 de novembro. Contudo, o retorno às aulas não significa o fim do movimento de greve.

Não houve, ainda, apresentação de qualquer proposta oficial por parte da instituição relativa às reivindicações dos/as professores/as. Decidimos, portanto, pela continuidade do estado permanente de greve, podendo paralisar novamente as atividades, caso a instituição não retome o cumprimento de suas obrigações trabalhistas: regularização do pagamento de salários – incluindo a quitação de salários pendentes –, apresentação das guias quitadas pendentes de recolhimento do FGTS, comprovação de regularização do pagamento da contribuição social dos professores sindicalizados ao Sinpro Minas, além do acesso automático e imediato dos contracheques dos meses e anos atuais e dos anos anteriores.

Ressaltamos que, há anos, nossos direitos têm sido sistematicamente desrespeitados pela instituição, situação que se agravou nos últimos dois anos, inclusive pela inabilidade de comunicação e ausência de representatividade das direções junto ao corpo docente. Não há diálogo franco ou transparência por parte da instituição em relação à real situação da Rede Metodista de Ensino ou sobre as iniciativas para superar o momento de crise. Por isso nos vemos forçados a manter o estado permanente de greve.

Repudiamos as pressões feitas por coordenações de alguns cursos para que os/as professores/as retornassem às aulas e também qualquer tentativa de imputar aos docentes a responsabilidade pela redução do número de alunos matriculados e por eventuais prejuízos que a greve possa trazer aos estudantes e à imagem do Instituto Metodista Izabela Hendrix.

Destacamos ainda que nossos contratos de trabalho foram celebrados com o Instituto Metodista Izabela Hendrix, em Belo Horizonte. Essa é a instituição que assina nossas carteiras de trabalho. Não cabe a transferência do cumprimento de obrigações e responsabilidades da instituição com os professores para a direção da Rede Metodista de Ensino, em São Paulo. Aprovamos ainda as seguintes reivindicações:

1. pagamento dos dias parados;
2. calendário de pagamento dos salários até o quinto dia útil:
a) outubro até o dia 7/11;
b) novembro até o dia 06/12;
c) dezembro até o dia 08/01/2020;
d) férias e 1/3 até 30/12;
e) Primeira parcela do 13º salário até dia 30/11 e a segunda parcela até o dia
20/12.
3) Nenhuma retaliação aos professores grevistas.

E assumimos a reposição dos dias de paralisação, mediante calendário debatido e decidido entre estudantes, professores e direção.

Nosso compromisso é com a formação de nossos estudantes como sujeitos críticos e propositivos, abertos ao diálogo. A tradição e a importância do Instituto Metodista Izabela Hendrix para o ensino em Belo Horizonte e Minas Gerais é algo que nos estimula e inspira. Valorizamos o fato de trabalharmos numa Instituição Comunitária de Ensino Superior (ICES) comprometida com uma educação de qualidade e democrática – e não com o lucro, como certas instituições privadas pertencentes a grupos de investidores.

Esperamos desta Instituição, portanto, que honre sua história e seus valores, que paute suas ações e relações com a comunidade acadêmica por sua ética metodista cristã e que se comprometa com o cumprimento das Leis Trabalhistas.

Assembleia Geral dos professores no Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix.

Belo Horizonte, 05 de novembro de 2019.
Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais – Sinpro Minas

Do Sinpro Minas

RESPONDER PARA:

POR FAVOR ENTRE COM SEU COMENTÁRIO!
POR FAVOR ENTRE COM SEU NOME