Conatee debate resposta aos ataques de Bolsonaro à educação

No segundo debate deste dia 24 do 10º Congresso da Conatee, Adércia Hostin, coordenadora da Secretaria de Assuntos Educacionais, e Madalena Guasco Peixoto, coordenadora da Secretaria Geral, apresentaram o informe da Conjuntura Educacional e o plano de lutas envolvendo o setor. “Vivemos o desmonte do Estado e dos serviços sociais desde o golpe de destituiu Dilma. A Contee sempre atuou em defesa da democracia, da educação pública de qualidade”, disse Adércia. “A novidade é o grande e agressivo avanço do capital aberto na educação. Trata-se de uma ação de grupos econômicos, inclusive estrangeiros, danosa à soberania, ao desenvolvimento nacional, à formação das crianças e estudantes”, completou Madalena.

Segundo Adércia, o Governo Bolsonaro desenvolve um “ataque sistemático ao ensino público, inclusive na educação básica, para substituí-lo pelo ensino privado e por meios digitais. Seus sucessivos ministros da Educação vieram para cumprir o papel de desconstruir o acesso ao ensino público e entregar a educação ao serviço dos privatistas. Defendemos o tripé da educação, com investimentos em ensino, pesquisa e extensão. O Ministério da Educação foi o que mais sofreu cortes orçamentários em 2021. Ganha dimensão a tarefa de fortalecer a participação da sociedade na Conferência Nacional Popular de Educação (Conape), um debate imprescindível”.

Madalena apontou que “o objetivo da ação governamental e do empresariado que a apoia é quebrar as possibilidades de desenvolvimento soberano do nosso país. Em aliança com o governo federal, os empresários do ensino atuam pela autorregulamentação da educação privada. Fazem essa investida se valendo de não termos sistema de ensino público universal de qualidade”.

Diante da situação, na opinião da dirigente, “é necessário derrotar o projeto ultraliberal, que ameaça constantemente de golpe a nossa democracia. Os grandes instrumentos do Estado brasileiro estão nas mãos de negacionistas, racistas, supremacistas brancos, homofóbicos, inimigos da democracia. É necessário resgatar o projeto de educação pública, de qualidade e democrática. A tarefa primordial é derrotar o governo fascista”. Ela também destacou que “a Contee tem grande responsabilidade na construção da Conape de 2022”.

As intervenções e o plano de lutas foram, em seguida, debatidos pelos participantes do Conatee.

Carlos Pompe

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  33  =  40

Botão Voltar ao topo