Conselho Nacional de Direitos da Mulher se reúne para avançar na igualdade salarial

Entre os dias 25 e 29 deste mês, o Conselho Nacional de Direitos da Mulher (CNDM) está reunindo suas forças para discutir pautas cruciais relacionadas à igualdade de gênero e, em particular, à igualdade salarial entre homens e mulheres, e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), está presente e foi representada pela secretária de Formação e Cultura, Eremi Melo, e a secretária da Mulher Trabalhadora, Celina Arêas. Durante esse período, importantes reuniões e debates estão acontecendo, com o objetivo de promover mudanças significativas na legislação e na mentalidade da sociedade em relação a essa questão. Um dos pontos altos dessas reuniões foi a discussão com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) sobre a lei de igualdade salarial, que resultou em propostas promissoras para conquistar essa igualdade.

Reuniões e debates cruciais

A programação do CNDM inclui uma série de encontros e discussões estratégicas. No primeiro dia, 25 de setembro, ocorreu a reunião das câmaras técnicas, onde especialistas e representantes de diferentes áreas compartilharam ideias e perspectivas. À tarde, uma reunião crucial com a Organização Internacional do Trabalho concentrou-se na questão da igualdade salarial entre homens e mulheres. Durante esse encontro, foram apresentadas diversas propostas que têm potencial para avançar no Congresso.

“Uma das principais dificuldades enfrentadas é a resistência em relação a essas propostas, uma vez que elas envolvem mudanças significativas em leis e práticas que impactam diretamente a igualdade de gênero no mercado de trabalho. As propostas em questão envolvem tanto a Lei 156 quanto a Lei 190, ambas atualmente em comissões consideradas conservadoras. Para superar esses desafios, é necessário um esforço conjunto, e o movimento sindical está se mobilizando para apoiar essas mudanças e promover campanhas em prol da igualdade salarial”, disse Celina.

A Importância da mobilização

A igualdade salarial entre homens e mulheres é um princípio fundamental para uma sociedade justa e equitativa. Se as propostas não forem defendidas e apoiadas de maneira vigorosa, existe o risco de que elas sejam arquivadas na Câmara, comprometendo os avanços na luta pela igualdade de gênero. É fundamental que todas as partes envolvidas, incluindo o movimento sindical, se unam e pressionem para que essas mudanças se concretizem.

A reunião do CNDM representa um passo importante na direção da igualdade salarial entre homens e mulheres no Brasil. As propostas discutidas e os debates realizados durante esse período têm o potencial de influenciar positivamente a legislação e as políticas públicas, promovendo uma sociedade mais justa e igualitária. A mobilização e o apoio de todos os setores da sociedade, incluindo o movimento sindical, são fundamentais para garantir que essas propostas não sejam apenas discutidas, mas efetivamente implementadas, resultando em um futuro mais igualitário e justo para todos.

Da CTB

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13  +    =  16

Botão Voltar ao topo