Prioridade para profissionais da educação na vacinação!

O Brasil ultrapassou 210.000 mortes por covid-19 e mais de 8,5 milhões de infectados. Mas a ciência venceu o obscurantismo e a vacina começou a ser aplicada, priorizando os trabalhadores da saúde (5,5 milhões), indígenas, pessoas acima de 60 anos institucionalizadas (em asilos) e acima de 65 anos no geral (somando mais 14 milhões de pessoas). A Contee, suas entidades filiadas e as entidades da rede pública de ensino reivindicam a inclusão de todos os professores e de todo o corpo técnico e administrativo do setor no grupo prioritário para a vacinação contra o coronavírus. Tanto o governo federal quanto as administrações estaduais e municipais consideram, com justeza, que as escolas são insubstituíveis e querem o retorno das aulas presenciais, portanto devem considerar os tralhadores do ensino como da “linha de frente”, já que têm contato direto com todas as faixas etárias da população. Os setores relacionados à educação – trabalhadores, estudantes e familiares – envolvem mais de 50 milhões de brasileiros.

Na segunda fase da vacinação anunciada pelo governo entram pessoas de 60 a 74 anos. Na sequência, a imunização de pessoas com comorbidades que apresentam maior chance para agravamento da doença, como portadores de doenças renais crônicas, cardiovasculares, entre outras. Os trabalhadores em educação estão na fase quatro de vacinação, a última antes da população em geral!

Os profissionais da educação, privada e pública, atuam em exposição direta com estudantes, quase sempre em ambientes fechados. A carga horária é elevada e convivem com um alto nível de estresse, fragilizando as defesas do organismo.

É forte a pressão para a retomada das atividades presenciais, mesmo sem as plenas condições de segurança sanitária, colocando em risco a totalidade dos brasileiros. Os profissionais do setor devem ser priorizados na vacinação contra a Covid-19. As aulas presenciais no Brasil só devem retornar após a vacinação desses profissionais, garantindo a segurança sanitária da própria população.

Brasília, 19 de janeiro de 2021

Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino – Contee

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  86  =  96

Botão Voltar ao topo