Sinpro-JF: Professores fazem paralisação histórica

A paralisação histórica dos professores da Rede Particular, nesta quinta-feira (15/9), contou com a adesão maciça da categoria que suspendeu as atividades nos principais estabelecimentos privados de ensino da cidade.

A demonstração de força e unidade ocorreu após duas semanas intensas de mobilização do sindicato, que percorreu dezenas de instituições para dialogar com docentes, alunos e famílias.

Apesar da intensificação do trabalho dos professores, prática que tem levado muitos colegas ao adoecimento, os estabelecimentos privados de ensino têm se recusando a garantir o mínimo de dignidade aos trabalhadores ao impor perdas salariais com reajustes inferiores à inflação do período.

O impasse criado em mesa de negociação, após nove meses de tentativas de acordo, levou o Sinpro-JF a solicitar uma reunião com os representantes patronais mediada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

A audiência, que ocorreu no início da semana, culminou numa proposta de acordo.

Na assembleia de hoje, a categoria refletiu e dialogou sobre o conteúdo, decidindo, coletivamente, a respeito dos próximos passos a serem dados pelo sindicato. Os professores vão manter a sua mobilização na próxima semana, com a continuação das panfletagens, e envidarão esforços para a construção do acordo.

O sindicato foi autorizado pela categoria a convocar nova paralisação, em 4 de outubro, caso ocorra retrocesso nas tratativas com os patrões.

image0.jpegimage1.jpegimage2.jpegimage3.jpeg

Do Sinpro-JF

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5  +  1  =  

Botão Voltar ao topo